Ícone do sertanejo, Rolando Boldrin morre aos 86 anos

Rolando Boldrin (Foto: Pierre Yves/divulgação)
Rolando Boldrin (Foto: Pierre Yves/divulgação)

Outra grande perda para os brasileiros nesta quarta-feira (9): além de Gal Costa, o apresentador, ator e cantor Rolando Boldrin, ícone do sertanejo, morreu em São Paulo e deixou uma legião de fãs, além de amigos e familiares.

Aos 86 anos, ele estava no comando do “Sr. Brasil”, programa semanal transmitido pela TV Cultura, desde 2005. A causa da morte ainda não foi divulgada e o enterro será realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) — horário e outras informações a respeito da cerimônia podem ser divulgadas a qualquer momento.

Conhecido em todo o país, Boldrin nasceu no interior de São Paulo, mais precisamente em São Joaquim da Barra, em 22 de outubro de 1936. Ele iniciou a carreira como artista local, cantando e contando causos, até que ganhou espaço na televisão, no cinema e na música.

Em maio deste ano, vale lembrar, ele foi homenageado pela TV Cultura com o documentário “Eu, A Viola e Deus”, dirigido por João Batista de Andrade. A produção revisitou a trajetória do artista e, como não poderia deixar de ser, emocionou o público.