Jay Z e Weinstein produzirão filme e série sobre caso Trayvon Martin

Los Angeles (EUA.), 24 mar (EFE).- O rapper Jay Z e Harvey Weinstein, um dos produtores mais influentes de Hollywood, farão um filme e uma série sobre Trayvon Martin, o adolescente negro baleado por um segurança em 2012, informou nesta sexta-feira a revista "Rolling Stone".

Jay Z e The Weinstein Company venceram uma dura batalha pelos direitos de dois livros sobre os quais esses projetos serão baseados: "Suspicion Nation: The Inside Story of the Trayvon Martin Injustice and Why We Continue to Repeat It" e "Rest in Power: The Enduring Life of Trayvon Martin".

O primeiro livro, segundo explica a publicação, é obra da jornalista Lisa Bloom e foca em sua experiência cobrindo o julgamento do caso para a emissora "NBC".

A segunda obra foi escrita pelos pais de Martin, Sybrina e Tracy, e apresenta um ponto de vista mais pessoal, centrado na infância do adolescente e nas consequências de sua morte.

O segurança George Zimmerman foi absolvido em julho de 2013 das acusações de assassinato em segundo grau e homicídio culposo de Martin, após o júri ter aceitado a tese de que atuou em defesa própria quando atirou no jovem, de 17 anos, após uma briga entre ambos.

Em 2015, o Departamento de Justiça dos EUA decidiu não apresentar acusações contra Zimmerman por considerar que ele não se guiou por preconceitos raciais quando atirou no adolescente desarmado, um caso que originou o movimento "Black Lives Matter" ("as vidas negras importam").

O caso reacendeu o debate nacional sobre o porte de armas de fogo, as relações raciais nos Estados Unidos e a lei de defesa denominada "Defenda sua posição" (Stand your Ground), promulgada em 2005 na Flórida pelo então governador republicano Jeb Bush.

Essa lei permite que uma pessoa recorra ao uso da força letal se "razoavelmente entender que é necessário para evitar a morte ou um grave dano físico".

Os planos de Jay Z e Weinstein são gravar um filme e uma série documentário de seis entregas sobre Trayvon Martin. The Weinstein Company já teve um grande sucesso com "Fruitvale Station: A Última Parada", sobre a história real de Oscar Grant, um jovem de 22 anos que foi baleado por um policial em uma estação de metrô de San Francisco. EFE