Rolling Stones: conheça o baterista substituto de Charlie Watts na nova turnê da banda

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os Rolling Stones abriram a turnê "No Filter" no último domingo (26) em St. Louis, Missouri, sem a presença do baterista Charlie Watts, que morreu em agosto deste ano. Para substituí-lo, o múscio Steve Jordan foi escolhido. Antes mesmo de Watts falecer, a banda já havia comunicado que ele ficaria afastado devido a uma cirurgia e que caberia a Jordan o papel de baterista durante os 13 shows da turnê.

Steve Jordan é parceiro dos Stones de longa data e chegou a fazer parte do X-Pensive Winos, grupo paralelo de Keith Richards. A primeira vez que Jordan participou de gravações dos Rolling Stones foi em 1986, quando gravavam o álbum "Dirty Work" e, um ano depois, substituiu Watts, que não estava disponível para participar de um documentário de Chuck Berry chamado "Hail! Saudação! Rock ‘n’ Roll".

Em 1992, Keith Richards convidou Steve Jordan para colaborar em seu álbum solo "Main Offender", parceria que se repetiu em 2015 com o lançamento de "Crosseyed Heart".

Além dos Rolling Stones

Por trás dos holofotes, começou a carreira ainda adolescente quando se tornou membro honorário da banda de Stevie Wonder, "WonderLove". Durante os anos 1970 e 1980, ele era membro das bandas dos programas de televisão Saturday Night Live e Late Night with David Letterman. Além de baterista, Jordan é cantor, compositor e produtor, chegou a trabalhar com nomes como Eric Clapton, Neil Young, Bob Dylan, Billy Joel, BB King, Stevie Nicks, Kelly Clarkson e John Mayer.

Na carreira, teve a oportunidade de ser nomeado e vencer o Grammy. Ele venceu como produtor do álbum "Buddy Guy's Bring 'Em In", de Robert Cray e foi nomeado pelo álbum "Take Your Shoes Off" do mesmo artista. Além disso, produziu álbuns vencedores do prêmio como Continuum, de John Mayer, That I Say, de John Scofield, Possabilities de Herbie Hancock, e 23rd St. Lullaby and Play It As It Lays, com Patti Scialfa.

Steve Jordan, em 2009, se aventurou no cinema e também foi bem sucedido. Recebeu outra indicação ao Grammy por melhor álbum de trilha sonora de compilação para um filme, televisão ou outra mídia visual, por seu trabalho na trilha sonora da produçao "Cadillac Records

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos