Romênia suspende uso de lote de vacina da AstraZeneca contra a Covid-19

·1 minuto de leitura
Frasco e seringa em frente ao logo da AstraZeneca em foto de ilustração

BUCARESTE (Reuters) - Autoridades romenas pararam temporariamente a vacinação com um lote de imunizantes da AstraZeneca contra a Covid-19 como uma "precaução extrema" enquanto mortes na Itália estão sendo investigadas, mas vão continuar utilizando outras doses da mesma empresa, anunciou uma agência de saúde nesta quinta-feira.

Autoridades sanitárias italianas ordenaram a retirada de um lote da vacina da AstraZeneca após as mortes de dois homens na Sicília que haviam sido imunizados recentemente, afirmou uma fonte familiarizada com a questão nesta quinta-feira.

A Romênia disse que suspendeu o uso de doses vindas do lote em questão na Itália, acrescentando que recebeu 81.600 doses no início de fevereiro e usou 77.049 até agora. A suspensão irá durar até que a Agência Europeia de Medicamentos complete uma investigação.

"A decisão foi tomada como uma medida extrema de precaução sem a presença de um argumento científico na Romênia que a justificasse", afirmou o comitê nacional encarregado da vacinação contra a Covid-19 na Romênia em uma nota.

"A decisão de colocar em quarentena o lote respectivo foi tomada exclusivamente baseada no evento reportado na Itália".

Separadamente, autoridades sanitárias na Dinamarca, Noruega e Islândia suspenderam na quinta-feira o uso da vacina da AstraZeneca após informações de ocorrências de coágulos sanguíneos em pessoas que haviam sido vacinadas, enquanto a Áustria parou de utilizar um lote de doses enquanto investiga uma morte.

(Reportagem de Luiza Ilie)