Rombo nas contas públicas cai para menos de R$ 100 bilhões neste ano, diz governo

·1 min de leitura

BRASÍLIA – O governo reduziu a previsão de rombo nas contas públicas para 2021. A nova estimativa, divulgada nesta segunda-feira, aponta déficit primário, antes do pagamento dos juros da dívida, de R$ 95,8 bilhões. Até então, o governo estimava um déficit primário de R$ 139,4 bilhões neste ano.

Assim, o déficit primário, que antes estava estimado em 1,6% do PIB, agora é previsto em 1,1% em 2021.

A nova estimativa está no Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 5º Bimestre de 2021. De acordo com o Ministério da Economia, a revisão é consequência “da melhoria da receita, impulsionada pela retomada do crescimento”.

Economistas indicam que parte da melhora da arrecadação se deve ao impacto inflacionário: com a alta dos preços, os impostos incidentes sobre produtos e serviços é maior, numericamente. Outra parte da alta arrecadação é decorrente da recuperação da atividade econômica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos