Romney afirma que controle de armas não evitaria massacre

O candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, estimou nesta segunda-feira que leis mais severas sobre o controle de armas não teriam evitado a morte de 12 pessoas em um cinema de Aurora, Colorado.

"Acredito firmemente na segunda emenda (da Constituição dos EUA que garante o direito de posse de armas)", disse Romney em entrevista que será divulgada na noite desta segunda-feira, pela rede de televisão CNBC.

"Não acredito que novas leis façam diferença neste tipo de tragédia", explicou o candidato republicano, cujo eleitorado conservador apoia o acesso às armas de fogo.

Segundo Romney, há "leis muito severas em Aurora". "Nosso desafio não é a lei, nosso desafio são as pessoas (...) que fazem coisas impensáveis, inimagináveis, inexplicáveis".

O autor do massacre no cinema, James Holmes, 24 anos, comprou mais de 6 mil balas pela Internet nos últimos dois meses e toda a munição foi adquirida legalmente, assim como as quatro armas utilizadas no ataque: duas pistolas Glock, um fuzil AR-15 e uma escopeta Remington.

Holmes invadiu a sessão de pré-estreia do novo capítulo da saga Batman e abriu fogo contra o público, matando 12 pessoas e ferindo outras 58 na madrugada de sexta-feira passada.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias