Romney critica 'rede de dependência' de Obama

O candidato republicano à Casa Branca, Mitt Romney, acusou nesta quarta-feira o presidente Barack Obama de fomentar uma "rede de dependência", em mais um capítulo da batalha eleitoral envolvendo visões opostas sobre a sociedade americana.

Diante da polêmica em torno de suas declarações de que 47% da população americana depende do Estado, Romney reafirmou qual deve ser o caminho para a prosperidade nos Estados Unidos: "meu projeto para a economia fomentará o investimento privado e a iniciativa pessoal".

Em declarações ao jornal USA Today, o candidato republicano afirma que "em vez de criar uma rede de dependência, adotarei políticas para o crescimento de nossa economia e para tirar os cidadãos americanos da pobreza".

Durante um ato de arrecadação de fundos de campanha, em Atlanta, Romney destacou que "os Estados Unidos não funcionam com um governo dizendo: 'sejam dependentes do Estado, sejam dependentes da redistribuição'. Isto matará o espírito empreendedor que ergueu nossa economia ao longo dos anos".

"A questão nesta campanha não é quem se preocupa com os pobres ou a classe média. A pergunta é: quem pode ajudar os pobres e a classe média?. Eu posso e ele (Obama) não".

A Casa Branca reagiu às declarações de Romney afirmando que o republicano está adotando táticas "desesperadas".

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias