Rompido com Bolsonaro, MBL deve deixar o Patriota após convite ao presidente

·1 minuto de leitura

Integrantes do Movimento Brasil Livre (MBL) ameaçam deixar o Patriota caso o partido confirme a filiação do senador Flávio Bolsonaro (RJ) e o convite ao presidente Jair Bolsonaro. O grupo se juntou à sigla em 2019, controla o diretório municipal de São Paulo e pretendia lançar o deputado estadual Arthur do Val como candidato ao governo paulista no ano que vem.

Conhecido pelo seu canal do Youtube “Mamãe Falei”, Arthur do Val ficou em quinto lugar na disputa pela prefeitura de São Paulo no ano passado, com cerca de 500 mil votos. Outros integrantes do partido permitem judicializar a disputa no partido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos