Rompimento de barragem: moradores de MG são alertados para deixarem casas imediatamente

·2 min de leitura
A barrier is set up on Paraopeba river to block mud after a tailings dam owned by Brazilian mining company Vale SA collapsed, in Para de Minas near Brumadinho, Brazil February 2, 2019. REUTERS/Washington Alves
Região de Pará de Minas, sofreu os efeitos do rompimento da barragem de Brumadinho, em 2019 (Foto: REUTERS/Washington Alves)
  • Barragem pode romper em Pará de Minas (MG)

  • Autoridades alertaram famílias que devem deixar casas onde moram imediatamente

  • Prefeitura está preparando centro de apoio para pessoas que não têm para onde ir

Ao longo do domingo (9), moradores das cidades de Pará de Minas, Pitangui e Onça de Pitangui foram avisados que devem deixar as casas onde vivem imediatamente, já que há alto risco de rompimento da barragem. A Pará de Minas e a Defesa Civil emitiram "alerta máximo" para todos os municípios abaixo da Usina do Carioca.

A barragem em questão é de água. Nas redes sociais, imagens mostram autoridades indo até a região para alertar os moradores que eles devem deixar o local. “A informação é: 99% de que a barragem pode romper. (...) Vai chegar, no mínimo, a 60 metros de altura”, diz o militar, em filmagem registrada por um morador.

“Aqui, nós estamos na linha de fogo. A barragem vai descer aqui. O Rio São João vai subir mais de 60 metros. Vamos subir daqui todo mundo”, alertou a autoridade responsável.

Maurício Azevedo, da assessoria de imprensa de Pará de Minas, também usou as redes sociais para fazer um apelo, para que moradores deixem a região. “É imprescindível que os moradores do entorno da barragem de carioca deixem suas casas imediatamente, pois existe o risco iminente da barragem romper”, afirmou.

Os bombeiros de Pará de Minas divulgaram uma mensagem no Instagram para reforçar o risco de rompimento da barragem. “Caso ocorra o rompimento, o risco de atingimento é das áreas abaixo da barragem, próximo aos rios São João e Pará. A mancha de inundação do plano de ação da empresa Santanense (responsável pela barragem) não contempla a zona urbana de Pará de Minas.”

Prefeitura de Pará de Minas, Defesa Civil e Corpo de Bombeiros estavam no local desde a noite do último domingo. Além disso, há um ponto de apoio em Carioca, no Posto de Saúde e no Salão ao lado da igreja. Os locais estão prontos para receberem famílias que vivem perto da área ameaçada e não têm para onde ir.

Elias Diniz (PSD), prefeito de Pará de Minas, gravou um vídeo na noite de domingo para dizer que equipes foram mobilizadas para atender moradores que precisam de apoio. Ônibus foram oferecidos para buscar aqueles que não tem para onde ir.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos