Ron DeSantis é reeleito na Flórida e se consolida como ameaça para Trump em 2024

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em 2018, o então deputado Ron DeSantis venceu as eleições para o governo da Flórida por uma margem apertada -tinha apenas 0,4 ponto percentual à frente de seu adversário.

Reeleito nesta terça-feira (8) com entre 57% e 59% dos votos, segundo as projeções da imprensa americana, ele agora consolida sua força no estado ao mesmo tempo em que firma sua posição como maior nome do Partido Republicano depois de Donald Trump. E pode inclusive representar uma ameaça para o ex-presidente na corrida interna da legenda pela Presidência.

"Para mim, a luta só começou", afirmou o governador reeleito em seu discurso de vitória. "Acredito que a sobrevivência do projeto americano exige a ressurreição dos verdadeiros princípios americanos. A Flórida demonstra que isso é possível", acrescentou.

Não à toa, o pronunciamento não mencionou nem sequer uma vez Trump, cujo apoio deu a DeSantis seu grande impulso há quatro anos.

DeSantis conquistou popularidade às custas de muita controvérsia. A mais recente delas foi levar ao paroxismo um movimento de republicanos contra a migração irregular. No mês passado, ele fretou aviões para enviar 48 imigrantes à luxuosa e bucólica ilha de Martha's Vineyard, em Massachusetts --sem que eles nem sequer soubessem aonde iam.

O governador reeleito também torna a Flórida um reduto cada vez mais republicano. Antes um estado-pêndulo, a região vota desde 2000 majoritariamente em nomes do partido de DeSantis.