Ronaldinho Gaúcho é detido no Paraguai por uso de suposto passaporte falso

Marcello Neves
Ronaldinho participa de cerimônia na final da Copa do Mundo

Problemas para Ronaldinho Gaúcho. O ex-astro do Barcelona e do Atlético-MG foi detido pela polícia do Paraguai na manhã de quinta-feira (noite de quarta-feira no Brasil) por ter entrado no país usando supostos passaportes falsos. A informação foi divulgada pelo 'La Nación' e confirmada pelo GLOBO com a policia paraguaia.

Euclides Acevedo, Ministro do Interior local, informou que investigadores invadiram a suíte presidencial do 'Hotel Yacht y Golf Club', onde Ronaldinho estava hospedado, e encontraram dois passaportes adulterados. Um estava em nome do ex-jogador e o outro no do irmão, Roberto Assis.

O Ministério Público paraguaio informou que realizará uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira, às 8h, para falar sobre o assunto. Ronaldinho e seu irmão estão sob custódia no hotel e irão comparecer ao local para prestar esclarecimentos.

O promotor de assuntos internacionais, Manuel Doldan, foi nomeado para chefiar a equipe que investigará o assunto.

Ronaldinho está no Paraguai para o lançamento do seu livro "Gênio da vida" e participaria do lançamento de um programa social destinado a crianças organizado pela Fundação Fraternidade Angelical.

A reportagem tenta contato com os representantes de Ronaldinho, mas não obteve resposta. Aguarde para mais informações.

Passaporte apreendido

Em 2015, os passaportes de Ronaldinho foram apreendidos até que fosse pago multa e indenização fixadas em um processo por dano ambiental. Ele foi condenado por construir ilegalmente um trapiche, com plataforma de pesca e atracadouro, na orla do Lago Guaíba, em Porto Alegre. A estrutura foi montada sem licenciamento ambiental em Área de Preservação Permanente.