Rosé, do Blackpink, presenteia fãs com cover da música de Natal 'The Christmas Song'

Louise Queiroga

Apenas dois dias após a YG Entertainment se pronunciar sobre o protesto que fãs fizeram na porta da agência e nas redes sociais, cobrando maior atenção da empresa para o grupo de K-pop Blackpink, a integrante Rosé entregou aos blinks um presente de Natal que está sendo muito celebrado no Twitter. A idol divulgou, nesta quarta-feira, um cover da música "The Christmas Song", do cantor e pianista americano Nat King Cole.

 

Sedentos por ver o trabalho das artistas Jennie, Lisa, Rosé e Jisoo sendo valorizado pela agência, os blinks não tardaram a levar o assunto para os Trending Topics do microblog. Assim, a hashtag #CHRISTMASWITHROSÉ conta com 176 mil menções por volta das 9h50.

 

Um grupo de fãs do Blackpink havia instalado uma tela de led que imita um celular gigante na porta da YG Entertainment, em Seul, para ressaltar a falta de ação da empresa em promover o trabalho das idols. A agência emitiu um comunicado nesta segunda-feira, afirmando que elas estão gravando músicas novas para serem lançadas no início de 2020, conforme Jennie adiantara em um evento no dia 29 de novembro em Seul.

"Pedimos que vocês enviem calorosas palavras de apoio ao BLACKPINK, pois elas estão trabalhando duro para se preparar para o novo álbum com metas para lançamento no início de 2020", afirmou a YG, que esteve envolvida em uma série de polêmicas ao longo deste ano.

O último lançamento do grupo ocorreu em abril, com o hit "Kill this love". Para acompanhar as imagens na tela gigante, foi selecionada a música "Ddu-du Ddu-du", cujo MV no YouTube ultrapassou a marca de 1 bilhão de visualizações, uma conquista inédita para um grupo de K-pop.

Na indústria musical sul-coreana, é comum que os artistas realizem comebacks uma ou duas vezes por ano, mas os blinks acusam a YG de deixá-las de lado por mais tempo do que o habitual, se comparado com grupos de outras agências. Jennie, Lisa, Rosé e Jisoo debutaram em 2016 e desde então lançaram cinco mini-álbuns, contando com as versões japonesas, o que equivale a 13 músicas, uma colaboração com Dua Lipa e um solo da Jennie. Em fevereiro, o ex-presidente da empresa havia feito promessas que não foram cumpridas:

"Em 2019, é meu objetivo e desejo que Blackpink faça dois comebacks, enquanto três integrantes lancem faixas solos seguindo a ordem Rosé, Lisa e Jisoo", afirmara Yang Hyun Suk, que saiu da YG após receber acusações por diversos crimes.