Rosto do papa Francisco desaparece das moedas de euro

O papa Francisco durante missa na Basílica de São Paulo, em Roma, no dia 25 de janeiro de 2017

O rosto do papa Francisco desaparecerá a partir de março das moedas de euro do Estado do Vaticano e será substituído pelo escudo pontifício rodeado pelas doze estrelas da União Europeia.

"Trata-se de uma surpresa para os colecionares e numismáticos", segundo informou o jornal católico italiano Avvenire.

Nas oito moedas, que vão de um centavo a dois euros, aparecerá o escudo papal.

Não se descarta que a decisão de retirar seu rosto tinha sido tomada pelo próprio papa argentino, que costuma criticar duramente "a adoração pelo deus dinheiro".

As moedas do Vaticano, que circulam em toda a zona do euro, costumam ser apreciadas pelos colecionadoras e as mais raras alcançam preços elevados notáveis.

Em função dos acordos assinados com a União Monetária Europeia, o Vaticano tem uma cota monetária específica e as moedas são cunhadas pelo Estado italiano.

A primeira série de euros com o rosto de um papa saiu à venda em 1 de março de 2002, com a imagem de João Paulo II.