Round 6: Criptomoeda inspirada na série do Netflix salta 300.000%, e sites alertam para golpe

·1 min de leitura

RIO — Criadores de uma criptomoeda inspirada na série Round 6 do Netflix (ou Squid Game, no título internacional) ganharam cerca de US$ 2,1 milhões após "puxar o tapete" dos investidores. Os compradores estavam tendo dificuldades para vender seus tokens, e o whitepaper da criptomoeda, que é onde as informações sobre o ativo ficam guardadas, estava repleto de erros gramaticais, de acordo com vários relatórios, apontou o The Guardian.

Depois de saltar mais de 310.000% em valor na noite de domingo, atingindo o valor de US$ 2.856, a moeda digital chamada de Squid perdeu todo o seu valor depois que o Twitter sinalizou a conta da criptomoeda e a restringiu temporariamente devido a "atividades suspeitas".

O site do token e as contas sociais desapareceram, junto com o whitepaper.

A expressão "puxar o tapete" é usada para se referir à situação em que os criadores do ativo rapidamente vendem suas moedas digitais, trocando por dinheiro real, o que cria problemas de liquidez, ou seja, outros compradores não conseguem vender suas moedas.

O ativo foi lançado no dia 20 de outubro, com a ideia de ser um token pago para jogar um jogo on-line, inspirado em Round 6.

O CoinMarketCap, um site de rastreamento de preços de criptomoedas, avisou aos compradores da natureza possivelmente fraudulenta da criptomoeda, dizendo aos investidores para "fazerem sua própria diligência e ter cuidado ao negociar". O site alertou que os investidores estavam tendo problemas para vender seus tokens.

Outras bandeiras vermelhas, de acordo com o site de tecnologia Gizmodo, eram o fato de que o canal do Squid no Telegram não permitia comentários dos usuários, assim como a conta do ativo no Twitter.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos