"Round 6" reproduz "O Grito" e outras referências artísticas na série

Imagem de
Imagem de "Round 6" e do quadro "O Grito". Foto: Divulgação/Netflix/Reprodução/Instagram/@thefilmzone

Resumo da notícia:

  • "Round 6" usou diversas referências artísticas nas cenas

  • Perfil compara momentos da série com obras reais em post no Instagram

  • O quadro "O Grito" é uma das obras reproduzidas na produção

"Round 6" não canse de surpreender o público com a complexidade de sua produção. Isso porque a série mais vista da história da Netflix reproduziu grandes referências artísticas em detalhes de cenas da trama sul-coreana.

O perfil The Film Zone reuniu algumas reproduções no Instagram ao comparar as situações dos personagens com as conhecidas obras. Ao colocar os exemplos lado a lado, é possível perceber a semelhança do seriado com as artes.

Leia também:

O famoso quadro "O Grito" (1893), de Edvard Munch, é identificado no momento que a jogadora 306 eleva as mãos de sangue ao rosto com uma expressão bastante parecida com a proposta da obra.

Oura referências claras que podem ser conferidas são a reprodução de foto do "Baile Surrealista" (1972), da família Rothschild, da intervenção artística "O Banquete" (1974), de Judy Chicago, e do quadro "Relatividade" (1953), de MC Escher.

Sucesso estrondoso ao redor do mundo, "Round 6" é a campeã de pesquisas no Google entre as séries da Netflix nos últimos 12 meses. Ambientada na Coreia do Sul, a história é focada num jogo baseado numa brincadeira infantil que existe na região. 456 participantes cheios de dívidas são trancados em um local secreto, onde disputam pela sobrevivência para ganhar 45,6 bilhões de won (moeda da série). Confira os "easter eggs" na série:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.