Ruas dos EUA são tomadas por festas pela vitória de Biden; eleitores de Trump contestam resultado

Extra
·2 minuto de leitura

WASHIGNTON — A vitória do democrata Joe Biden à Presidência dos Estados Unidos fez com que muitos americanos fossem às ruas do país comemorar. Na Pensilvânia, estado que determinou o resultado da eleição, a festa aconteceu em frente à prefeitura da Filadélfia. Pelas vias da cidade, os apoiadores do ex-vice e agora presidente eleito fizeram uma passeata segurando cartazes e faixas com os dizeres “os eleitores decidem”.

Biden teve sua vitória projetada na tarde deste sábado por todos os principais meios de comunicação dos EUA, cinco dias após o dia final de votação. Ele assegurou a vitória com o anúncio dos resultados no estado da Pensilvânia, somando 273 votos no Colégio Eleitoral, três a mais do que mínimo de 270 necessário para garantir a Presidência. Desde sexta-feira, quando Biden assumiu a liderança na contagem de votos do estado, o clima já era de festa na região.

Em Nova York, houve festa pela cidade e eleitores do democrata gritaram de felicidade ao saber do resultado. Já em Manhattan, um grupo pequeno se reuniu em frente à torre Trump, arranha-céu de luxo que já foi uma das joias imobiliárias do presidente Donald Trump, que não conseguiu sua reeleição.

Em Chicago, apoiadores do presidente eleito estouraram champanhe em comemoração de sua vitória. A multidão também cantou a música “We Are The Champions”, da band Queen, que significa em português “nós somos os campeões”. Um grupo também foi para frente dos hotéis de Trump na cidade.

Em Washington, apoiadores do presidente eleito tomam a região das Praças Lafayette e Vidas Negras Importam, nas proximidades da Casa Branca. O local foi um dos epicentros dos protestos contra o racismo e a violência policial que eclodiram em maio, após o assassinato de George Floyd.

Em Atlanta, a maior cidade do estado da Geórgia, onde Biden lidera a apuração, integrantes do Partido Democrata também demonstraram entusiasmo. Outras cidades americanas, como Los Angeles e Louisville, as comemorações também invadiram as ruas.

Na cidade de Biden, Wilmington, em Delaware, a festa aconteceu próxima à sede da campanha do democrata. Nos arredores do perímetro de segurança do local, uma multidão brandia bandeiras, cartazes e bonés com o nome do ex-vice e de sua companheira de chapa, a vice-presidente eleita Kamala Harris.

No entanto, enquanto um lado comemorava, outro protestava. Apoiadores do presidente Trump foram às ruas para questionar o resultado do pleito. No Arizona, uma multidão se reuniu em frente sede administrativa do estado para se opor a vitória de Biden. Entre os manifestantes haviam civis armados.

O mesmo aconteceu próximo ao capitólio estadual do Texas, estado em que o presidente teve a maioria dos votos. Lá, os eleitores de Trump gritavam “parem o roubo”.