Rugas nas unhas? Saiba como proteger e cuidar

Mariana Coutinho

Além da pele e dos cabelos, outra parte do corpo pode refletir a passagem do tempo: as unhas. A explicação biológica é que a matriz da unha vai ficando com cada vez menos atividade celular, o que provoca afinamento. Além disso, podem surgir também as chamadas estrias, pequenas ondulações na superfície da unha: "São ruguinhas mesmo, pequenos traumatismos", explica a dermatologista Juliana Neiva.

Ela alerta para o ressecamento das unhas e, como ação preventiva, recomenda pausas na esmaltação. "As unhas em gel também contribuem para a desidratação. E é preciso usar filtro solar nas mãos, especialmente quando se usa led para secagem e fixação", alerta. Cerca de 20% das pessoas já tem unhas frágeis, e com a idade essa fragilidade aumenta devido à diminuição do metabolismo.

A médica indica um cuidado maior nos processos de reparação, com hidratação das cutículas. "Quanto menos traumatismos, melhor. Tudo que afeta a rigidez da unha pode deixar a superfície mais frágel", explica. Além desses problemas, pessoas mais velhas também podem estar mais suscetíveis a micoses de unha. Nesses casos, Neiva recomenda tratamento com laser em consultório.

Leia mais: Envelhecimento dos cabelos: como prevenir e tratar

A manicure Fernanda Duarte, do salão Jacques Janine, observa que as unhas podem se tornar mais amareladas com tempo também: "Elas ficam mais quebradiças e com descamações. Isso ocorre pois sua matriz diminui de tamanho ao longo do tempo. As unhas também perdem mais água com a idade, o que faz com que fiquem desidratadas, quebradiças e mais finas. Outra mudança é o formato de garra. Elas ficam mais curvadas", explica.

Ela recomenda deixar as unhas mais curtas, quando estiverem muito quebradiças. Também indica que se use removedor de esmalte no lugar da acetona, porque ele tem uma fórmula menos agressiva.

"Se as unhas estiverem muito finas, opte pelo esmalte vermelho, pois ele age como um fotoprotetor, o que evita o descolamento da unha quando exposta ao sol. Para unhas com estrias, evite lixar a superfície e dê preferência a esmaltes preenchedores que nivelam essas ondulações. Algumas marcas já têm com fibra de vidro", completa as dicas. Ela tampem recomenda que se evite esmaltes em gel, que duram mais, mas são mais agressivos para quem tem unhas sensíveis.