Rússia admite pela primeira vez que pretende derrubar governo da Ucrânia

Serguei Lavrov, ministro de Relações Exteriores da Rússia, declarou que ideia é tirar o atual governo da Ucrânia do poder (Foto: :JOHAN ORDONEZ/AFP via Getty Images)
Serguei Lavrov, ministro de Relações Exteriores da Rússia, declarou que ideia é tirar o atual governo da Ucrânia do poder (Foto: :JOHAN ORDONEZ/AFP via Getty Images)

No último domingo (24), o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, assumiu pela primeira vez que os russos têm como objetivo derrubar o governo da Ucrânia. A declaração, feita em visita ao Cairo, vai na contramão do que havia sido dito anteriormente por autoridades russas. As informações são da agência Deutsche Welle.

“Nós certamente ajudaremos o povo ucraniano a se libertar do regime, que é totalmente antipovo e anti-história”, afirmou Lavrov. O ministro declarou ainda que, no futuro, os povos de Rússia e Ucrânia viveriam juntos.

A declaração feita por Serguei Lavrov neste domingo vai na contramão do que disse o próprio ministro no mês de abril. “Não temos planos de mudança de regime na Ucrânia”, afirmou na ocasião, reforçando que os ucranianos eram os responsáveis por eleger seu líder.

A guerra entre Rússia e Ucrânia acontece há cinco meses, desde 24 de fevereiro. Inicialmente, o discurso russo era de que o objetivo era anexar a região do Donbass, onde ficam Donetsk e Luhanks. No entanto, a política em curso é mais expansionista que o anunciado pelo governo da Rússia.

Após a declaração de Lavrov, o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, respondeu de forma indireta. Em um discurso gravado, ele afirmou que há desconhecimento sobre a história ucraniana.

“Só aqueles que não conhecem a história verdadeira e não compreendem seu significado poderiam decidir nos atacar”, declarou. “Preservar a unidade agora, trabalhando juntos pela vitória, é a tarefa nacional mais importante que precisamos realizar juntos.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos