Rússia ameaça Finlândia por aproximação com a Otan: “Obrigados a tomar medidas”

Presidente da Finlândia, Sauli Niinisto, esteve com Boris Johnson para avançar nas negociações; entrada do país na Otan incomoda a Rússia (Foto: FRANK AUGSTEIN/POOL/AFP via Getty Images)
Presidente da Finlândia, Sauli Niinisto, esteve com Boris Johnson para avançar nas negociações; entrada do país na Otan incomoda a Rússia (Foto: FRANK AUGSTEIN/POOL/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Rússia alega que entrada da Finlândia na Otan é uma ameaça aos russos

  • Ministério de Relações Exteriores russo se pronunciou e ameaçou a Finlândia

  • Além da Finlâdia, Suécia também está em processo para entrar na Otan

Diante da aproximação da Finlândia com a Otan, a Rússia afirmou nesta quinta-feira (12) que a ideia do país de entrar no bloco é uma ameaça aos russos. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, declarou que a expansão da Otan faz com que a Europa e o mundo fiquem instáveis.

Além de Peskov, o Ministério das Relações Exteriores russo também se pronunciou. “A adesão da Finlândia à Otan é uma mudança radical na política externa do país”, declarou em comunicado. “A Rússia será forçada a tomar medidas de retaliação, tanto de natureza militar-técnica quanto de outra natureza, a fim de impedir que surjam ameaças à sua segurança nacional.”

Segundo Dmitry Peskov, a entrada da Finlândia da Otan seria uma ameaça à Rússia. “A expansão da Otan não torna nosso continente mais estável e seguro”, declarou. Para o porta-voz da Rússia, as medidas tomadas pela Finlândia foram hostis.

“Tudo dependerá de como esse processo de expansão da Otan se desenrolar, até que ponto a infraestrutura militar se aproxima de nossas fronteiras”, disse Peskov. De acordo com o porta-voz, a entrada da Finlândia no bloco poderá mudar a forma como a Rússia age em sua política externa.

Nesta quinta-feira (12), tanto o presidente quanto o primeiro-ministro finlandeses afirmaram que o país deve entrar na Otan “sem demora”. Até a invasão russa ao território ucraniano, a Finlândia tinha postura neutra.

Além da Finlândia, a Suécia também participa do processo para integrar a Otan.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos