Rússia contratou pessoas para campanha pró-guerra; salários superam R$ 2 mil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Grupo IRA, que tentou interferir nas eleições dos EUA, supostamente fazia parte (Getty Images)
Grupo IRA, que tentou interferir nas eleições dos EUA, supostamente fazia parte

(Getty Images)

  • Rússia contratou pessoas na rua para publicarem comentários favoráveis à guerra nas redes sociais;

  • Robôs trabalhavam 7 dias por semana e ganhavam mais de R$ 2 mil por mês com a campanha;

  • Informações constam em novo relatório da Meta, empresa responsável pelo Instagram e Facebook.

A Meta, responsável pelo Facebook e Instagram divulgou, nesta quinta-feira (4), um relatório que indica que equipes russas contrataram pessoas na rua para publicarem comentários favoráveis sobre a invasão da Ucrânia nas redes sociais. O objetivo era parecer que a guerra teve apoio popular.

Segundo a gigante comandada por Mark Zuckerberg, uma “fazenda de trolls” – robôs que fazem publicações automáticas – comandaram uma campanha de desinformação. Eles trabalhavam sete dias por semana e recebiam cerca de US$ 440 por mês, equivalentes a R$ 2.350. Dentre as plataformas utilizadas, estavam Instagram, Facebook, TikTok, Twitter, YouTube, LinkedIn, VKontakte e Odnoklassniki.

Cerca de 1.037 contas no Instagram foram suspensas e outras 45 no Facebook. A internet tem sido uma das frentes da guerra entre a Rússia e Ucrânia, com tentativas russas de silenciar críticas, promover narrativas favoráveis ao governo e ataques hackers. As informações são da Agência O Globo.

Grupo que interferiu em eleições fazia parte

O relatório da Meta também apontou que alguns dos envolvidos na campanha pró-invasão estavam associados à Agência de Pesquisa de Internet, conhecida pela sigla IRA. Trata-se de um grupo russo ligado ao governo do país que tenta interferir nas eleições dos Estados Unidos e de outros países desde 2016.

As autoridades norte-americanas oferecem recompensa de US$ 10 milhões (R$ 53,4 milhões) a quem tiver informações sobre a participação da IRA nas eleições.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos