Rússia multa Twitter por não deletar conteúdo banido do país

·1 min de leitura
Twitter logo and a Russian flag are displayed in this illustration picture taken March 10, 2021. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
Tribunal russo multa Twitter por não remover conteúdo. Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
  • Tribunal russo multa Twitter em R$ 232 mil por não remoção de conteúdo;

  • Governo russo aumentou perseguição quanto a "big techs" por conteúdo;

  • GiftHub também foi outra big tech que recebeu multa;

Um tribunal de Moscou anunciou nesta quinta-feira que multou o Twitter em 3 milhões de rublos (cerca de R$ 232 mil) por não excluir conteúdo que a Rússia considera ilegal no país, a mais recente em uma série de penalidades contra empresas de tecnologia estrangeiras, especialmente redes sociais por conteúdo publicado no país.

Leia também:

O governo russo aumentou a pressão sobre as chamadas Big Tech neste ano, em uma campanha que os críticos caracterizam como uma tentativa das autoridades russas de exercer um controle mais rígido sobre a internet, algo que dizem que ameaça sufocar a liberdade individual e corporativa, segundo a agência Reuters. 

Tribunal Distrital de Tagansky multa Twitter e GiftHub

O Tribunal Distrital de Tagansky, em Moscou, disse que o Twitter foi multado em 3 milhões de rublos por não excluir o conteúdo banido. O tribunal disse mais tarde que o site de desenvolvimento de software GitHub, recentemente comprado pela Microsoft, foi multado em 1 milhão de rublos (cerca de R$ 77 mil) pelo mesmo crime. O GitHub não quis comentar a punição. 

Por outro lado, o Twitter negou permitir que sua plataforma seja usada para promover comportamentos ilegais. Questionada pela agência Reuters, a rede social também não quis comentar a punição sofrida na Rússia. Neste ano, em meio a pressão russa contra as big techs, outros grupos como o Facebook e o Google foram multados pelo país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos