Sánchez promete que metade dos espanhóis estarão completamente vacinados na próxima semana

·2 minuto de leitura
O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, discursa durante encontro com atletas olímpicos da Espanha no Palacio de la Moncloa, em Madri, em 16 de julho de 2021, antes de sua partida para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

O presidente do governo espanhol, Pedro Sánchez, prometeu neste sábado(17) que metade dos espanhóis estarão vacinados com o esquema completo contra covid-19 na próxima semana e reiterou sua meta de atingir 70% até o final do verão.

Em ato do Partido Socialista de Sevilha (sul), Sánchez destacou o bom ritmo da vacinação na Espanha, justamente quando o país passa por uma explosiva quinta onda de infecções, principalmente entre os jovens, o que fez com que regiões como a Catalunha retomassem o toque de recolher noturno em grande parte de seu território.

“Ontem atingimos a marca da aplicação de 50 milhões de doses”, disse o presidente de esquerda.

"23,7 milhões de espanhóis hoje têm o esquema completo, e eu me comprometo com todos os cidadãos espanhóis que na próxima semana 1 em cada 2 espanhóis terá a esquema completa", continuou ele, sob aplausos.

As palavras de Sánchez vêm um dia depois de o chefe da Saúde da Comunidade de Madrid - governada pelo opositor Partido Popular (de direita) - questionar os objetivos do Executivo central devido à diminuição na recepção de doses da Pfizer.

A região havia parado de aplicar doses desta vacina nesta semana devido a uma desaceleração que, segundo o ministro da Saúde, era esperada e não afetará os objetivos traçados.

O governo Sánchez está fortemente empenhado na campanha de imunização para finalmente sair da pandemia que já deixou 81.096 mortos no país.

Quando parecia se aproximar do verão da recuperação, a Espanha sofreu um novo revés nas últimas semanas com uma explosão de infecções, especialmente na Catalunha, que elevou a incidência nacional para 537 casos por 100.000 habitantes em 14 dias, com 1.666 positivos na faixa etária de 20 a 29 anos, de acordo com os dados de sexta-feira.

O impacto desta quinta onda da pandemia está atualmente se traduzindo em um aumento limitado nas admissões hospitalares.

O número de mortes continua baixo, graças à vacinação, que cobriu a grande maioria da população mais vulnerável.

Segundo os últimos dados do Ministério da Saúde, 61,2% dos 47 milhões de residentes na Espanha receberam a primeira dose e 49,3% o esquema completo.

rs/eg/jc

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos