São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, tem policiamento reforçado no ‘feriadão’

Extra
·1 minuto de leitura

São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, está tendo um “lockdown” contra o roubo de cargas. A cidade está, desde o início do “feriado sanitário”, com reforço no policiamento em diversos bairros. Além do roubo de cargas, as forças da Polícia Militar que ocupam as ruas também estão combatendo o roubo de veículos, que está quase revertendo a tendência de queda alcançada nos últimos meses.

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), o roubo de carros subiu 23% na comparação com fevereiro de 2020, chegando a 250, ou 46 a mais. Em janeiro, o indicador já tinha ficado maior que no ano anterior: são 277 em 2021 contra 242 em 2020, um aumento de 14%. Ainda assim, os dados estão bem abaixo do registrado em 2018, pior fevereiro desde 2003, quando foram roubados 543 veículos na cidade.

O roubo de cargas, que vinha apresentando quedas consecutivas desde 2019, com reduções de até 64% em alguns meses na comparação com o anterior, fechou o último fevereiro com 67 registros. Foi apenas um a menos que em fevereiro de 2020, o que acendeu a luz amarela para o comandante-geral coronel Rogério Figueredo, secretário de Polícia Militar. A operação no município não tem data para acabar e deve durar todo o “feriadão” pelo menos.

A operação, batizada de “Perímetro Verde”, reúne agentes do Comando de Operações Especiais (COE), Comando de Policiamento Especializado (CPE), Batalhão de Choque, 7° BPM (São Gonçalo) e 12° BPM (Niterói) e estão sob coordenação do 4° Comando de Policiamento de Área (CPA).