São Gonçalo retoma vacinação contra a Covid-19

O Globo
·4 minuto de leitura

RIO — A vacinação contra a Covid-19 foi retomada no município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, nesta quinta-feira. A cidade recebeu 8,2 mil doses da CoronaVac. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, a mesma quantidade dessa nova remessa de vacinas continua retida na Coordenação Geral de Armazenagem (CGA), no Barreto, em Niterói, cidade vizinha, e só será retirada em data a ser definida pelo governo estadual para a aplicação da segunda dose.

O público alvo nesta etapa são profissionais de saúde e idosos. A Prefeitura de São Gonçalo informou que foram feitas mudanças no Plano de Ação Municipal para garantir que trabalhadores da saúde com mais de 60 anos tenham prioridade, assim como a população idosa do município. Segundo o secretário municipal de Saúde, André Vargas, o município "vem cumprindo à risca o que determina o Plano Nacional de Imunização em relação aos grupos prioritários". Ele explicou que as alterações, a partir de agora, também seguem as diretrizes da Secretaria estadual de Saúde.

A partir desta quinta-feira, poderão ser vacinados idosos com mais de 87 anos que apresentem documento de identidade e carteira de vacinação. Os profissionais de saúde com mais de 60 anos e que trabalham em hospitais serão contemplados. São eles: enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, biólogos, farmacêuticos, assistentes sociais, biomédicos e auxiliares e técnicos de saúde bucal. De acordo com André Vargas, os idosos acamados que já são atendidos pelo Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD) também serão vacinados.

Logo no início da manhã, antes mesmo de a vacinação começar, houve filas e aglomeração em alguns pontos. Muitos idosos estavam sem informações e foram até os locais de vacinação mesmo estando fora da idade prevista para receber a imuninação nesta quinta.

Saiba quem é o público-alvo e a documentação solicitada

Profissionais de saúde com mais de 60 anos que trabalham em hospitais de São Gonçalo e moram na cidade

Documentos solicitados: identidade funcional, comprovante de trabalho em área hospitalar e carteira de vacinação.

Profissionais de saúde com mais de 60 anos que trabalham em unidades hospitalares de São Gonçalo e que residem em outros municípios

Documentos solicitados: identidade funcional, comprovante de trabalho em área hospitalar de São Gonçalo e carteira de vacinação.

Profissionais de saúde com mais de 60 anos que trabalham em hospitais de outros municípios e residem em São Gonçalo

Documentos solicitados: identidade funcional, comprovante de trabalho em área hospitalar, comprovante de residência de São Gonçalo e carteira de vacinação.

Idosos com mais de 87 anos

Documentos solicitados: identidade e carteira de vacinação.

Alteração em local e horários de vacinação

A partir desta quinta-feira (11), a vacinação contra a covid-19 em São Gonçalo acontecerá nas seguintes unidades: polos sanitários Hélio Cruz, em Alcântara; Washington Luiz, no Zé Garoto; as clínicas gonçalenses do Mutondo e Dr. Zerbini, no Arsenal, e a Unidade Municipal de Pronto Atendimento (Umpa) de Nova Cidade.

O Polo Sanitário Dr. Augusto Sena, em Rio do Ouro, deixará de aplicar a vacina contra a covid-19 por estar próximo de outra unidade que já presta o atendimento. As unidades estarão aplicando as vacinas de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, exceto no ponto facultativo do dia 15 de fevereiro e na terça-feira de Carnaval (dia 16 de fevereiro).

Segunda dose

As vacinas CoronaVac que imunizarão com a segunda dose os profissionais da saúde da linha de frente nos hospitais públicos e particulares de São Gonçalo já começaram a ser administradas, desde a última segunda-feira, nos locais de trabalho, informou a prefeitura. Segundo o secretário André Vargas, funcionários e pessoas de Instituições de Longa Permanência (Ilpis) e pessoas de residências terapêuticas começaram a receber a segunda dose nesta quarta-feira.

Balanço

Até o fim da tarde desta terça-feira, São Gonçalo havia vacinado 23.600 pessoas — sendo 21.726 trabalhadores da saúde, 437 idosos com mais de 90 anos, 1.370 funcionários e pessoas em Instituições de Longa Permanência (Ilpis) e 67 pessoas de residências terapêuticas.

Todos os profissionais da saúde serão contemplados com a vacinação, informou a prefeitura. Entretanto, a ampliação da cobertura desse público será gradativa, alegou o governo municipal, conforme a disponibilidade de vacinas. A prefeitura garante que "desde o início da campanha de vacinação contra covid-19, o município de São Gonçalo vem cumprindo o que determina o Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, tanto na utilização e reserva das vacinas quanto no atendimento aos grupos prioritários".