São Paulo é o único estado com queda do desemprego no terceiro trimestre: índice recua a 12%

Pedro Capetti
FIla de emprego: taxa de desocupação em todo o país ficou em 11,8%

São Paulo foi o único estado brasileiro que apresentou queda do desemprego no terceiro trimestre deste ano, na comparação com o segundo trimestre de 2019. A taxa do estado caiu para 12%, após registrar índice de 12,8% entre abril e junho. Os dados são da Pnad Contínua, divulgada nesta terça-feira pelo IBGE.

A taxa de desocupação em todo o país ficou em 11,8%, com redução de 0,2% na comparação com o segundo trimestre deste ano. A redução no período só não foi maior em virtude da estabilidade de praticamente todos os estados brasileiros.

Somente o estado de Rondônia apresentou crescimento, com alta de 1,5 ponto percentual nos últimos três meses  atingindo 8,2%.

Os maiores níveis de desemprego foram observados na Bahia (16,8%), no Amapá (16,7%), e em Pernambuco (15,8%). Já as menores taxas foram em Santa Catarina (5,8%), Mato Grosso do Sul (7,5%) e Mato Grosso (8%).

A pesquisa aponta também que, no Brasil, 46,9% dos desocupados estavam em busca de trabalho por um período de um mês a um ano. E 25,2% buscavam uma vaga há dois anos ou mais, prazo que vem apresentando tendência de queda.

Os que procuravam emprego há menos de um mês somam 1,8 milhão de pessoas, enquanto 3,2 milhões procuravam uma ocupação há dois anos ou mais.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263).

  • Mãe denuncia assédio de Papai Noel: 'Não queria soltar minha filha'
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Mãe denuncia assédio de Papai Noel: 'Não queria soltar minha filha'

    Foto divulgada por mãe mostra homem excitado com criança no colo

  • Rodrigo Santoro é chamado de 'Brad Pitt do Brasil' por jornal de NY e fala da filha e carreira nos EUA
    Notícias
    Extra

    Rodrigo Santoro é chamado de 'Brad Pitt do Brasil' por jornal de NY e fala da filha e carreira nos EUA

    Filmando duas produções internacionais, nos EUA, as séries de TV "Westworld", em Los Angeles, e...

  • Definida nacionalidade do bebê que nasceu durante voo no Brasil
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Definida nacionalidade do bebê que nasceu durante voo no Brasil

    Trinidad nasceu com 48 centímetros e 3,325 kg e tem 2 irmãos, de 11 e 4 anos

  • Proposta de Eduardo Bolsonaro para Educação vira piada na web
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Proposta de Eduardo Bolsonaro para Educação vira piada na web

    Deputado usou argumento curioso para defender que meninos e meninas não se misturem

  • Flamengo se prepara para Mundial de Clubes
    AFP

    Flamengo se prepara para Mundial de Clubes

    O time do Flamengo fez seu último treino no Rio de Janeiro nesta quinta-feira, antes de viajar para o Catar, onde disputa o Mundial de Clubes da Fifa.

  • Live do Bolsonaro: presidente nega câncer e imita Lula; assista
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Live do Bolsonaro: presidente nega câncer e imita Lula; assista

    Depois de afirmar sobre a possibilidade de ter retirado um material da orelha que "poderia ser câncer de pele", Bolsonaro negou que tenha câncer

  • Marco Aurélio rebate Moro sobre 2ª instância e defende conhecimento da Constituição
    Notícias
    Folhapress

    Marco Aurélio rebate Moro sobre 2ª instância e defende conhecimento da Constituição

    BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), defendeu, nesta quinta-feira (12), o fim da prisão de condenados em segunda instância em resposta ao ministro Sergio Moro (Justiça). Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, Moro disse que a decisão da corte aumentou a percepção dos brasileiros de que o governo não atua como deve no combate à corrupção. "Quem tem o mínimo de conhecimento técnico e que ame a lei das leis, a Constituição, não pode ter dúvidas", disse o magistrado, em referência ao entendimento, referendado pelo plenário da corte, de que uma pessoa só pode começar a cumprir pena após o trânsito em julgado do processo (quando não cabem mais recursos, e a ação é finalizada). Para Marco Aurélio, relator das ações sobre o tema, é compreensível que "o leigo tenha outra percepção". "Ele está indignado, quer correção de rumos e não observa as leis, mas o técnico tem de ter um olhar fidedigno sobre a Constituição." Pesquisa Datafolha mostrou que, para 50% da população, a gestão do governo Jair Bolsonaro é ruim ou péssima nesta área, ante 44% em agosto. Moro chegou ao governo, após atuar como juiz da Lava Jato em Curitiba, com a promessa de intensificar o combate a desvios.  "O que aconteceu nesse período para que essa percepção piorasse foi a revogação do precedente da segunda instância. Isso implicou a soltura de pessoas que estavam condenadas, inclusive por corrupção. Então, as pessoas às vezes têm uma percepção geral e atribuem ao governo", disse Moro, que é favorável à prisão em segunda instância. O início do cumprimento da pena logo após o julgamento em segundo grau é uma das bandeiras da operação. Segundo Marco Aurélio, o julgamento do Supremo deveria ter tido um placar de 11 votos a 0. No dia 7 de novembro, o plenário da corte decidiu, com placar apertado de 6 votos a 5, que um condenado só pode ser preso após o trânsito em julgado -o fim dos recursos-, alterando a jurisprudência que desde 2016 tem permitido a prisão após condenação em segunda instância. O voto decisivo foi do presidente do Supremo, Dias Toffoli, que acompanhou os ministros Marco Aurélio, relator das ações sobre o tema, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello, formando a maioria. Um dos beneficiados pela decisão do STF foi o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), solto em 8 de novembro, após 580 dias de prisão.  Lula foi condenado por Moro por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). Ele nega as acusações e diz que Moro é imparcial. A decisão do então juiz da Lava Jato, no entanto, já foi confirmada no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre, e pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

  • Caixa já está pronta para pagar trabalhadores que poderão sacar R$ 998 de FGTS
    Notícias
    Extra

    Caixa já está pronta para pagar trabalhadores que poderão sacar R$ 998 de FGTS

    BRASÍLIA — O presidente Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, assegurou, nesta quinta-feira...

  • Grupo de ateus vai à Justiça contra Crivella por show gospel no Réveillon do Rio
    Notícias
    Folhapress

    Grupo de ateus vai à Justiça contra Crivella por show gospel no Réveillon do Rio

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Atea (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos) entrou na Justiça contra a prefeitura do Rio por causa da inclusão de música gospel na programação do Réveillon de Copacabana. O grupo pede o cancelamento do show da cantora evangélica Anayle Sullivan, previsto para a noite do próximo dia 31. Na ação civil pública, iniciada nesta quarta-feira (11), a entidade requer que o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que também é pastor evangélico e cantor, seja condenado a devolver aos cofres do município o valor gasto com a apresentação, se ela for mantida. Para a Atea, o uso de recursos públicos no show desrespeita o princípio da laicidade e o entendimento de que o Estado é impedido de promover qualquer religião. Além disso, diz o grupo, ofende a liberdade de crença dos moradores e turistas que irão à festa popular. A prefeitura, que quer superar o recorde de 2,8 milhões de pessoas da edição de 2019, também programou para o evento shows de artistas como Diogo Nogueira, Ferrugem e DJ Marlboro. Ao anunciar os detalhes, Crivella disse se tratar de uma festa com custo de mais de R$ 10 milhões. "Queria agradecer muito a todos os nossos patrocinadores", afirmou ele, no dia 3 deste mês. O governo municipal não informou o orçamento total nem o percentual que será bancado por patrocínio. No ano passado, a prefeitura custeou R$ 6 milhões do total de R$ 13 milhões. O restante veio da iniciativa privada. Serão quatro palcos, o principal em frente ao Copacabana Palace e outros três espalhados pela orla. Pelo planejamento, o estilo gospel será tocado por DJs em todos os espaços. "Essa ideia de mais três palcos em Copacabana [...] também dá espaço à canção gospel, que é na nossa cidade o primeiro lugar disparado nas rádios. Essa música, pela primeira vez, terá palco especial para ela", disse o prefeito. A ação da Atea, protocolada na 5ª Vara da Fazenda Pública do Rio, sustenta que a iniciativa desrespeita "a laicidade do Estado e, consequentemente, o patrimônio público e os interesses difusos da coletividade". O grupo compara a inclusão de atração gospel no evento a pregação religiosa e cita jurisprudência do Tribunal de Justiça do Rio de que é vedada a realização de cultos e adorações em bens públicos. Para a entidade, "a música gospel em nada difere, em conteúdo, da pregação religiosa habitual de pastores e ministros de confissões religiosas". Por isso, não deveria ser tocada no evento organizado pela prefeitura. A petição, assinada pelo advogado Thales Bouchaton, afirma também que a inclusão do estilo desvirtua "o caráter laico e plural desse tradicional evento carioca". A associação dos ateus reivindica ainda o pagamento de multa de R$ 50 mil caso o show de Anayle Sullivan ocorra e sugere que o valor seja destinado ao Comitê Nacional de Respeito à Diversidade Religiosa. A cantora é casada com Michael Sullivan, principal parceiro musical de Crivella --o político já lançou 19 álbuns entre 1992 e 2014. O produtor assinou com ele canções de louvor como "Eu Vejo Deus". A Riotur (empresa municipal responsável pelo evento), em nota à reportagem, contestou o pedido da Atea. "Trata-se de uma festa democrática. Qualquer interpretação além disso parece ser uma manifestação de preconceito", afirmou. "O Réveillon Rio 2020 será um evento grandioso e plural, contemplando todos os estilos musicais", continuou o órgão. "Os palcos espalhados pela orla de Copacabana tocarão diversos ritmos, passando pelo samba, pagode, rock, funk, gospel, entre outros." Fundada em 2008, a Atea diz ter hoje 18 mil associados em todo o país. A organização sem fins lucrativos, com sede em São Paulo, empunha bandeiras como a preservação do Estado laico e o combate à discriminação contra ateus e agnósticos. Em outubro, o grupo processou o presidente Jair Bolsonaro e os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por causa dos gastos com a viagem de autoridades para a canonização de Irmã Dulce no Vaticano. Em outra ação movida pela Atea, a Justiça de Aparecida (180 km de São Paulo) proibiu a construção de uma estátua gigante de Nossa Senhora Aparecida e determinou a retirada de cinco obras em homenagem à santa de áreas públicas da cidade.

  • Médicos dizem que estado de Bruno Covas é bom, mas cancelam suas reuniões na UTI
    Notícias
    Folhapress

    Médicos dizem que estado de Bruno Covas é bom, mas cancelam suas reuniões na UTI

    SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio-Líbanês desde a tarde desta quarta-feira (11) para tratar de um sangramento no fígado, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), teve parte de sua agenda do dia cancelada pelos médicos responsáveis pelo seu tratamento de um câncer na região do estômago. Segundo a Folha apurou, os médicos recomendaram que ele cancele também suas reuniões desta sexta-feira (13).  Os médicos autorizaram Covas a fazer duas reuniões, mas cancelaram outras duas que estavam previstas. O prefeito despachou com Marcus Vinicius Sinval, secretário de Comunicação, e Gustavo Pires, secretário executivo. Seus encontros com o secretário Mauro Ricardo, de Governo, e Vitor Sampaio, chefe de gabinete, foram adiados. Boletim do Hospital Sírio-Libanês afirma que o prefeito encontra-se em excelente estado clínico e que não apresenta mais sinais de sangramento. Ele permanece internado para ter seu estado de saúde monitorado. "Devido ao que aconteceu, o prefeito está com o fígado inflamado, algo que precisa ser acompanhado. Ele está muito bem, está comendo, mas é bom que fique em repouso. Além disso, ele precisa voltar a tomar anticoagulantes, e os hematologistas estão monitorando na UTI o melhor momento para fazer isso", afirma David Uip, médico infectologista que faz parte da equipe que trata do prefeito. Covas está internado no hospital desde domingo (8) para passar por exames e também pela quarta sessão de quimioterapia de seu tratamento contra um câncer na região do estômago. Na tarde de segunda-feira (9), foram instalados clipes no fígado de Covas para o acompanhamento da evolução da metástase que atinge o órgão. Na tarde desta quarta, o prefeito se queixou de dores fortes na região, e uma tomografia constatou o sangramento. Covas, então, foi submetido a uma intervenção de duas horas, descrita pela equipe médica como minimamente invasiva, para estancar o sangramento e levado à UTI para observação. Segundo boletim do hospital, Covas apresentou sangramento intra-hepático (no interior do fígado) durante procedimento para demarcação da lesão tumoral, que foi controlado por arteriografia (exame para visualizar as paredes das artérias) e embolização (injeção de substâncias para tentar diminuir ou bloquear o fluxo de sangue).  David Uip disse que foi uma situação extremamente preocupante, que exigiu ação rápida e mobilização de muitos profissionais, mas que agora parece estar controlada. Ele também ressaltou que o sangramento foi um problema completamente mecânico, não relacionado a efeitos da quimioterapia, que, portanto, terá sua programação mantida --serão oito sessões até fevereiro. O prefeito, que tem 39 anos, foi internado no dia 23 de outubro, quando tratava de uma infecção de pele. No dia 28, ele recebeu diagnóstico de câncer localizado entre o estômago e o esôfago, com metástase no fígado e linfonodos comprometidos. Covas já passou por quatro sessões de quimioterapia, a última delas entre terça (10) e quarta-feira (11). Elas têm duração aproximada de 30 horas. Desde que iniciou a quimioterapia, em outubro, Covas disse não ter sofrido com efeitos adversos como enjoo ou fraqueza. Na segunda-feira (9), os médicos deram entrevista coletiva em que descreveram a reação do prefeito ao tratamento desde o final de outubro como maravilhosa e auspiciosa. Mantida a programação, em fevereiro, com o fim do ciclo quimioterápico, os médicos avaliarão se novos procedimentos serão necessários, como mais sessões de quimioterapia ou uma cirurgia.

  • Bolsonaro é chamado de Bozo em HQ do Batman
    Notícias
    HuffPost Brasil

    Bolsonaro é chamado de Bozo em HQ do Batman

    O presidente Jair Bolsonaro aparece com ares de vilao em uma nova HQ douniverso de Batman, lançado nesta quarta-feira (11) no mercado americano.

  • Fachin manda para plenário do STF recurso contra decisão de impeachment de Ricardo Salles
    Notícias
    O Globo

    Fachin manda para plenário do STF recurso contra decisão de impeachment de Ricardo Salles

    Caso não deve ser julgado neste ano, já que o tribunal funcionará somente até o dia 19

  • Governo não vai mais distribuir lucro integral do FGTS para os trabalhadores; Veja simulação
    Notícias
    Extra

    Governo não vai mais distribuir lucro integral do FGTS para os trabalhadores; Veja simulação

    O governo voltou atrás na distribuição da totalidade do lucro auferido pelo Fundo de Garantia do...

  • Cantora de K-pop é agredida em programa de TV; apresentadores são afastados
    Notícias
    Extra

    Cantora de K-pop é agredida em programa de TV; apresentadores são afastados

    O canal sul-coreano EBS anunciou, nesta quarta-feira, que os apresentadores Choi Young Soo e Park...

  • Pombos com chapéu viram mistério em Las Vegas
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Pombos com chapéu viram mistério em Las Vegas

    Animais com acessório intrigam moradores da cidade

  • Presidente da OAB diz que quem apoia Bolsonaro tem 'desvio de caráter'; Moro rebate
    Notícias
    Yahoo Notícias

    Presidente da OAB diz que quem apoia Bolsonaro tem 'desvio de caráter'; Moro rebate

    Para o presidente da OAB, Jair Bolsonaro “namora” racistas e fascistas, e representa os piores sentimentos da sociedade brasileira

  • Sete a cada dez universidades federais têm notas máximas em índice de qualidade do MEC
    Notícias
    Extra

    Sete a cada dez universidades federais têm notas máximas em índice de qualidade do MEC

    Sete em cada dez (68%) universidades federais têm desempenho nas faixas 4 e 5 no Índice Geral de...

  • Trump firma polêmico decreto para redefinir judaísmo
    Notícias
    AFP

    Trump firma polêmico decreto para redefinir judaísmo

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, celebrou a festa judaica do Hanucá nesta quarta-feira com um polêmico decreto, que muda a definição de judaísmo nos EUA, uma medida que permitirá deter um movimento de boicote a Israel que cresce nas universidades locais.

  • Notícias
    Extra

    'Michael Schumacher nunca foi um piloto solidário', diz Rubens Barrichello

    O ex-piloto de Fórmula 1 Rubens Barrichello foi companheiro de Michael Schumacher por seis...

  • CCJ do Senado conclui votação de projeto sobre prisão em 2ª instância
    Notícias
    Reuters

    CCJ do Senado conclui votação de projeto sobre prisão em 2ª instância

    BRASÍLIA (Reuters) - A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado concluiu nesta quarta-feira a votação de projeto que muda o Código de Processo Penal para disciplinar a prisão após condenação em segunda instância.     O colegiado já havia votado a proposta na terça-feira, mas ela carecia de deliberação em turno suplementar.

  • Notícias
    O Globo

    Confira detalhes do voo de luxo que leva o Flamengo para o Mundial

    Delegação rubro-negra embarca nesta sexta-feira para o Qatar

  • Homem que ameaçava policiais com faca é morto perto de Paris
    Notícias
    AFP

    Homem que ameaçava policiais com faca é morto perto de Paris

    Um homem que ameaça policiais com uma faca foi morto a tiros na manhã desta sexta-feira no distrito financeiro de La Défense, perto de Paris, informaram as autoridades.

  • Trump diz que Greta Thunberg deve 'relaxar' e ir ao cinema
    Notícias
    AFP

    Trump diz que Greta Thunberg deve 'relaxar' e ir ao cinema

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou nesta quinta-feira a nomeação de Greta Thunberg pela revista Time como personalidade do ano de 2019, afirmando que a ativista climática deve "relaxar" e ir ao cinema.

  • Notícias
    Extra

    'Efeito Rodrygo': jornal espanhol destaca invencibilidade do Real com brasileiro entre titulares

    O atacante Rodrygo vive um grande ano com a camisa do Real Madrid. Xodó do técnico Zinedine Zidane,...

  • Ex-premiê de Buteflika é eleito presidente da Argélia
    AFP

    Ex-premiê de Buteflika é eleito presidente da Argélia

    Abdelmadjid Tebboune, ex-chefe de governo do presidente Abdelaziz Buteflika, foi eleito presidente da Argélia no primeiro turno das eleições. A informação foi divulgada nesta sexta-feira pela autoridade eleitoral.