São Paulo antecipa feriados municipais para frear Covid-19, Rio deve fazer o mesmo

Eduardo Simões e Rodrigo Viga Gaier
·2 minuto de leitura

Por Eduardo Simões e Rodrigo Viga Gaier

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - A prefeitura de São Paulo decidiu antecipar cinco feriados municipais em uma tentativa de reduzir a circulação de pessoas no momento mais crítico da pandemia de Covid-19 no Brasil e, com isso frear a disseminação do coronavírus, informou o governo paulistano nesta quinta-feira.

A antecipação de feriados também deve ser adotada pela prefeitura do Rio de Janeiro, disse o prefeito da cidade, Eduardo Paes (DEM).

Na capital paulista, o prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou a antecipação dos dois feriados municipais que a cidade tem ainda neste ano e dos três previstos para o ano que vem para os dias 26, 29, 30 e 31 e março e para o dia 1 de abril. Com os fins de semana deste período e o feriado nacional de Sexta-Feira Santa no dia 2 de abril, a cidade não terá dias úteis entre os dias 26 de março e 4 de abril.

"É preciso evitar a circulação. É a quantidade imensa de pessoas ainda circulando pelas ruas que tem feito com que a gente tenha uma alta taxa de transmissibilidade do vírus aqui na cidade de São Paulo e tem feito com que todo mundo fique infectado ao mesmo tempo, levando a essa sobrecarga no nosso sistema de saúde, e volto a dizer, na saúde pública e na saúde privada", disse Covas em entrevista coletiva."Para poder conter essa circulação de pessoas, o município vai repetir uma medida que deu certo no ano passado, e que a gente espera que também surta efeitos neste ano, que é a antecipação dos feriados municipais. Nós vamos antecipar os dois feriados municipais que temos neste ano e os três feriados municipais que nós temos em 2022", acrescentou.

Serão antecipados os feriados de Corpus Christi, em 3 de junho, e do Dia da Consciência Negra, em 20 de novembro, neste ano. Também foram antecipados os feriados de 2022 do Aniversário da Cidade de São Paulo, em 25 de janeiro; de Corpus Christi, em 16 de junho de 2022, e do Dia da Consciência Negra.

No Rio, Paes disse em uma rede social que os feriados previstos para abril devem ser antecipados na cidade, também com o objetivo de reduzir a circulação de pessoas e, consequentemente, do vírus.

"Na segunda pela manhã vamos reunir o comitê científico para definir medidas mais restritivas para conter o avanço do coronavirus. A antecipação dos feriados do mês de abril certamente será uma delas. Amanhã divulgamos novo boletim e restrições", disse Paes, que, em conversa com jornalistas também nesta quinta, não descartou a adoção de um lockdown na cidade.

"A gente vai discutir a possibilidade, sim, de fechamento completo das coisas. Mas, provavelmente, as próximas medidas que vão ser tomadas, depende do comitê científico, vão valer para todos os setores e atividades econômicas. Obviamente, menos para os essenciais", adiantou.