São Paulo deve ter próxima semana com temperaturas em elevação, mas ainda chuvosa

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 29.08.2022 - Pedestre se protege da chuva no Viaduto do Chá, na região central de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 29.08.2022 - Pedestre se protege da chuva no Viaduto do Chá, na região central de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A temperatura na capital deve ser quente, mas chuvosa, a partir da próxima terça-feira (20), segundo previsão do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da Prefeitura de São Paulo.

Neste domingo (18), o dia deve ser nublado, com o Sol aparecendo entre muitas nuvens. A máxima prevista é de 23°C, e a mínima, de 10°C. Não há expectativa de chuva.

A próxima segunda-feira (19) será mais ensolarada, segundo o CGE. Ainda fará frio durante a madrugada com mínima em torno dos 11°C, mas, durante o dia, a máxima pode chegar aos 26°C. Com o calor e sem previsão de chuva, a umidade relativa do ar entra em declínio e pode atingir valores próximos aos 35%.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o nível ideal para o organismo humano gira entre 40% e 70%. A umidade do ar a 10%, por exemplo, é um nível compatível ao do deserto do Saara.

O cenário começa a mudar na terça-feira, quando, em meio a um dia de temperaturas elevadas, com termômetros variando entre 15°C e 25°C, são previstas tempestades isoladas pela cidade.

Quarta-feira (21) deve seguir o mesmo enredo. O calor aumenta, e os termômetros vão variar entre 18°C e 28°C. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), há 89% de chance de chuva para o dia.

Já para quinta-feira (22), dia que marca o início da primavera no hemisfério sul, há 90% de probabilidade de chuva, e o calor prevalece, com máxima de 28°C e mínima de 18°C.

A última semana paulistana foi marcada por frio e chuvas. As mudanças previstas para esta semana podem trazer impactos negativos para a saúde, pois o sobe e desce de temperaturas é favorável para manifestações alérgicas e danos à pele.

Tanto para os dias quentes quanto para os frios, a Prefeitura de São Paulo recomenda atenção à hidratação e evitar exposição prolongada ao clima.