São Paulo deve ter virada do ano sem chuva e com temperatura agradável

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo terminará 2022 sob a influência das áreas de instabilidade da ZCAS (Zona de Convergência do Atlântico Sul), um sistema que traz muita nebulosidade e chuva frequente. É ele que tem causado as chuvas volumosas nos últimos dias em regiões como a de São Carlos e Campinas, no interior paulista.

"No dia 31, essas áreas de chuva ainda serão observadas sobre o estado de São Paulo. Na maior parte do interior paulista, há expectativa de sol e pancadas de chuva acompanhadas por raios à tarde e à noite. Na região do litoral, pode chover a qualquer hora. A expectativa é de enfraquecimento das áreas de chuva durante à noite", afirma a meteorologista do Climatempo, Josélia Pegorim.

Ao menos na capital paulista, a capa de chuva deve ser um item dispensável na festa de Réveillon. A virada do ano terá muitas nuvens, mas pouca chance de chuva, que deverá se concentrar entre a tarde e o início da noite de sábado. Na região do ABC paulista, há possibilidade de garoa, segundo a meteorologista.

"As áreas mais prováveis que devem ter chuva na virada, no estado de São Paulo, são as que fazem divisa com Minas Gerais e Rio de Janeiro. O norte do estado, a Mantiqueira ou mesmo no Vale do Paraíba", afirma Pegorim.

As temperaturas serão agradáveis, sem muito frio ou calor. Na capital paulista, ficarão entre 18°C e 20°C durante a virada. No dia 31, na cidade de São Paulo, os termômetros marcarão de 17°C e 26°C, e no dia 1º oscilarão entre 18ºC e 29ºC.

Quem optar pela comemoração em Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira, pegará temperaturas agradáveis -13ºC a 22ºC no dia 31 e entre 12ºC e 23ºC, em 1º de janeiro.

No restante do interior (exceto Serra da Mantiqueira), o último dia de 2022 e o primeiro de 2023 serão de forte calor. Para 31 de dezembro, a previsão indica mínimas entre 16ºC e 20ºC e máximas de 27ºC a 32ºC. O oeste paulista, na região de Presidente Prudente, deverá ter as temperaturas mais altas.

No primeiro dia do ano, as mínimas ficarão entre 17ºC e 20ºC e máximas entre 28ºC e 33ºC. "As temperaturas mais altas deverão ser observadas no oeste e noroeste do estado. A maioria terá calor na casa dos 30 graus", diz Pegorim.

No litoral, os termômetros poderão oscilar entre 18ºC e 27ºC em 31 de dezembro e de 19ºC a 30ºC, no dia seguinte.

"O primeiro dia de 2023 será mais quente, se comparado aos últimos dias. O sol forte vai aparecer por mais períodos. Na cidade de São Paulo, a máxima será de 29ºC. Em todo o estado, a previsão será de mais sol e temperaturas em elevação. Com o aumento do calor, as nuvens carregadas voltarão a se formar e tem previsão de pancadas de chuva, com raios à tarde e à noite", alerta a meteorologista.

Rio de Janeiro O Rio de Janeiro tem sentido a presença das áreas de chuva associadas à ZCAS. O ano também terminará com nebulosidade e chuva para todo o estado.

No dia 31, a previsão é de períodos de sol entre muitas nuvens e pancadas de chuva com raios, principalmente à tarde e à noite, em todo estado do Rio de Janeiro. De acordo com Pegorim, há risco dessas pancadas serem fortes, especialmente na região serrana e no sul fluminense. A região do Grande Rio também poderá ter pancadas de chuva, de moderadas a fortes.

Durante a virada do ano, as áreas de instabilidade permanecerão sobre o estado do Rio, mas com tendência de enfraquecimento ao longo da noite.

Segundo a previsão do Climatempo, na cidade do Rio de Janeiro, a chuva deverá ocorrer no início da noite; na virada, o risco diminui. As temperaturas estarão em torno de 23ºC.

No dia 1º, o estado amanhecerá com sol, entre nuvens. As pancadas voltarão a ocorrer a partir da tarde. O dia será mais quente, em relação ao observado em 2022.

Na capital, a véspera do novo ano será abafada, com temperaturas entre 19ºC e 29ºC. No primeiro dia de 2023, a mínima será de 19ºC e a máxima chegará a 31ºC.

"Em todo estado do Rio, o sol aparecerá forte e por mais tempo no dia primeiro. O dia será mais quente e com o aumento do calor haverá as pancadas de chuva típicas do verão. Mas vai dar praia."

"Janeiro começará com a cara do verão: sol, calor e pancadas de chuva. É a época que mais chove no Brasil", ressalta Josélia Pegorim.

PRIMEIRA FRENTE FRIA DE 2023

A primeira frente fria de 2023 já tem data marcada para chegar. Durante a terça-feira (3), ela avançará pelo Sul do Brasil e chegará em São Paulo na quarta. Ela trará chuva forte e volumosa, além de queda da temperatura.

Pelo menos nos primeiros dez dias de janeiro, São Paulo, Rio de Janeiro e sul de Minas Gerais serão marcados por muita chuva. "Tem muita água para cair em São Paulo no começo de janeiro."