São Paulo imuniza 358 mil pessoas no primeiro dia de vacinação contra gripe

Ana Letícia Leão

SÃO PAULO - O primeiro dia de vacinação contra a gripe na cidade de São Paulo imunizou mais de 358 mil pessoas, segundo dados parciais divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde. Em todo o estado, a meta é imunizar 90% da população-alvo, ou seja, 15,4 milhões de moradores. Compartilhe por WhatsApp:clique aqui e acesse um guia completo sobre o coronavírus

Na primeira fase da campanha, iniciada nesta segunda-feira (23), o objetivo é vacinar 6,1 milhões de pessoas que fazem parte do público-alvo: idosos e profissionais de saúde. Será realizada uma triagem para priorizar pessoas que têm a partir de 80 anos.Siga no Twitter: Força-tarefa do GLOBO divulga as principais notícias, orientações e dicas de prevenção da doença

A vacina contra a gripe não imuniza contra o novo coronavírus, doença responsável por ao menos 30 mortes em São Paulo nos últimos dias. No entanto, ajuda a reduzir o número de pessoas com sintomas respiratórios e a descarregar o sistema de saúde, deixando o foco dos tratamentos para complicações relativas ao Covid-19.

A partir de 16 de abril, serão vacinados professores, equipes que trabalham nas forças de segurança e bombeiros, e pessoas com doenças crônicas, como asma, diabetes e pessoas com doenças imunossupressoras.Serviço: O GLOBO lança robô que tira dúvidas e desmente boatos sobre coronavírusEm 9 de maio, segue a terceira fase da vacinação, voltada a gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto), crianças que têm entre seis meses e seis anos, indígenas e adultos que apresentem alguma deficiência. Depois de 9 de maio, começa a vacinação para o público geral.

Além dos postos de saúde, a vacina contra a Influenza também está disponível em escolas, creches, farmácias, barcos, ônibus e veículos espalhados em todo o estado.