São Paulo receberá mais 2 milhões de doses da CoronaVac na sexta-feira

·1 minuto de leitura
Vacina contra Covid-19

(Reuters) - O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quinta-feira que o Estado receberá mais dois milhões de doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac e testada no Brasil pelo Instituto Butantan, o que elevará o total de doses recebidas do imunizante para 3,2 milhões.

A carga faz parte de um lote total de 6 milhões de doses prontas que estão sendo importadas da China e que ficarão armazenadas no Estado de São Paulo aguardando o posterior pedido de registro da vacina e aprovação dela pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A CoronaVac foi incluída pelo governo federal na véspera no plano nacional de imunização contra a Covid-19, após uma prolongada disputa entre o governo estadual paulista e o presidente Jair Bolsonaro.

A vacina está atualmente em Fase 3 de testes, a última antes do pedido de registro junto a autoridades regulatórias, no Brasil. Espera-se para a próxima semana a divulgação dos resultados de eficácia do imunizante.

O Butantan também seguirá importando insumos da China para a formulação e envase da vacina em suas instalações, acrescentou o governador.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)