São Paulo registra mais três casos da ômicron, e total chega a 13

·2 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.11.2021 - O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 19.11.2021 - O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB). (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo afirmou, nesta sexta-feira (17), que foram identificados três novos casos da variante ômicron na capital. O total, por enquanto, é de 13 pessoas infectadas com a nova cepa.

De acordo com a pasta, as duas mulheres, de 22 e 65 anos, e o homem, de 30 anos, não estão relacionados ao paciente de 67 anos, diagnosticado com a variante na sexta-feira (10). Isso confirma que são casos de transmissão comunitária.

Nesta quinta (16), Ricardo Nunes (MDB) afirmou que a Prefeitura de São Paulo já trata a transmissão da variante ômicron como comunitária na capital.

Os três novos pacientes têm sintomas leves e negam terem viajado recentemente ou algum contato com viajantes. Segundo a prefeitura, eles estão sendo acompanhados por profissionais da saúde e cumprem quarentena em casa.

A Secretaria de Saúde passou a oferecer, nesta quinta, testes rápidos nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs), Prontos Atendimentos (PAs) e prontos-socorros, no setor de triagem, para identificar os casos positivos de Covid-19.

De acordo com a pasta, são cerca de 300 amostras de RT-PCR positivas para Covid-19 semanalmente. Os testes são pelo método antígeno em pacientes com sintomas gripais.

Os testes passaram a ser feitos no momento em que a cidade enfrenta o surto de gripe, do vírus influenza A H3N2, o mesmo associado à epidemia de gripe Rio de Janeiro.

De acordo com a secretaria, nos primeiros 15 dias de dezembro, foram 91.882 atendimentos de pessoas com sintomas gripais, sendo 45.325 casos de suspeita de Covid-19, contra um total de 111.949 pacientes em todo o mês de novembro, sendo que 56.220 deles tinham suspeita de estarem com o novo coronavírus.

O surto de gripe tem gerado filas de até seis horas por atendimento na rede municipal, assim como grande procura por vacinas em clínicas particulares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos