São Paulo tem início de ano mais frio desde 1965, aponta Inmet

Logo Agência Brasil
Logo Agência Brasil

Os primeiros dias de 2023 na cidade de São Paulo (SP) foram os mais frios para um mês de janeiro desde 1965. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em pleno verão, a média de temperatura máxima observada nos dez primeiros dias deste ano ficou em 23,9ºC. É o menor valor já registrado para o período desde 1965, quando a média chegou a 23,8ºC.

De acordo com o Inmet, na capital e em grande parte do estado de São Paulo,  as temperaturas estão abaixo da média, por causa da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS), resultado do encontro de ventos úmidos vindos do Atlântico, mais frios, passando pela faixa leste do estado, com ventos vindos da Bacia Amazônica. “Este sistema foi potencializado por águas costeiras mais frias que o normal para a época do ano e por áreas de baixa pressão, assim ajudando a promover dias seguidos de tempo nublado à encoberto, volumes expressivos de chuva e temperaturas abaixo da média”, diz nota do instituto.

Notícias relacionadas:

Historicamente, a média de temperatura máxima que costuma ser registrada nos primeiros dez dias do mês de janeiro é em torno de 27,9ºC.

A média de temperatura mínima observada nos primeiros dez dias deste ano, estabelecida em 17,6º C também está abaixo da média histórica para o período, que é em torno de 18,8ºC.

Para o fim de semana, no entanto, a expectativa é de temperaturas em elevação, mas com tempo ainda instável, com possibilidade de chuvas e trovoadas fortes.

Chuvas

Segundo o Inmet, o acumulado de chuvas registrado entres os dias 1º e 10 de janeiro foi de 79,8 milímetros (mm), volume que se encontra dentro da média para o período, em torno de 81 mm.