São Paulo terá volta obrigatória às aulas presenciais a partir de segunda-feira

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — A volta às aulas presenciais será obrigatória a partir da próxima segunda-feira (18) em São Paulo. A medida vale para alunos de escolas públicas e particulares do estado, e será anunciada oficialmente pelo governador João Doria mais tarde em coletiva de imprensa.

Grande parte das escolas particulares de São Paulo já voltou à modalidade presencial, mas o mesmo não é observado nas escolas da rede estadual. Nestas, cerca de 70% voltaram, enquanto muitos alunos seguiram no estudo online.

O retorno tinha sido autorizado em fevereiro, mas, com a terceira onda da pandemia, em março deste ano, as escolas voltaram a fechar. Em meados de abril, houve nova reabertura, que não chegou a ser completa.

O avanço da vacinação contra a Covid entre a população adulta de São Paulo (80% com o esquema completo) motivou a nova medida. O retorno será feito por etapas. Pouco mais de duas semanas após a volta presencial, na quarta-feira 3 de novembro, deixará de ser exigido o distanciamento de um metro entre os estudantes.

A medida, necessária para diminuir os riscos de contaminação nas escolas, levava ao revezamento de alunos na modalidade presencial, por falta de espaço nas salas de aula. Uso de máscaras e álcool gel continuará parte do protocolo sanitário;

No caso das escolas municipais, os prefeitos podem decidir se aderem ou não à determinação do estado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos