São Paulo vai entrar na fase vermelha da quarentena, a mais restritiva

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB) vai anunciar no início da tarde desta terça (22) o retrocesso de todo o estado de São Paulo para a fase vermelha do plano de contenção da pandemia do novo coronavírus, a mais restrita das cinco gradações, apurou o repórter Igor Gielow. Em reunião nesta manhã, o Centro de Contingência contra a pandemia está definindo em quais datas as medidas vigorarão, e se haverá mudanças em relação ao plano original. Na fase vermelha, é permitido o funcionamento apenas de atividades consideradas essenciais, como serviços de saúde e supermercados. O estado registrou, nas últimas quatro semanas, um salto de 54% nos casos e de 34% nos óbitos causados pela Covid. O governo teme uma explosão de infecções nas festas de Natal e Ano Novo -o índice de pessoas que se diz em quarentena caiu, neste mês, ao menor nível desde o início das medidas para conter a pandemia, em março. Atualmente, todo o estado está na fase amarela, a intermediária entre as cinco, após ter passado 45 dias na fase verde, que permite todas as atividades desde que cumpridos protocolos de distanciamento social, restrição leve de horários e higiene.