Sérgio Porto tem mostra com peças e oficina de teatro animado

Pets: De moto, vira-lata influencer e tutor vencem desafio da Harley-Davidson e doam mais de R$ 90 mil

Meio ambiente: Praia de Botafogo aparece própria para banho em dois boletins seguidos do Inea

Criados durante a pandemia, finalmente eles ganharão vida para além das telas. Seu Miguel, Nina e vários outros personagens de espetáculos premiados do grupo Depois do Ensaio serão apresentados no Teatro Sérgio Porto, no Humaitá. Para celebrar os dez anos de fundação, a companhia vai promover, de hoje ao dia 21, uma mostra de espetáculos que marcaram sua trajetória, com sessões de sexta a domingo. Reconhecida pelo Teatro de Formas Animadas, a equipe também vai promover uma oficina de manipulação de bonecos e uso de máscaras.

Vai ser a primeira vez que o público poderá assistir presencialmente a três trabalhos infantis recentes da companhia: “Seu Miguel, Seu Miguel”, “Itaí, a travessia do valente” e a Mostra de Teatro Lambe-Lambe. Também será a estreia da trupe em um palco na Zona Sul. De acordo com Thales Sauvo, um dos fundadores do grupo, criado em 2012, no Rio, o Depois do Ensaio desenvolve um trabalho autoral ligado a temáticas populares e intervenções artísticas nos espaços urbanos, com o intuito de levar cultura a todos.

— Após dez anos de atividade, essa será nossa primeira temporada na Zona Sul, e isso é muito significativo. Somos um coletivo que vem todo da Zona Norte e da Baixada. Nossa trajetória sempre esteve entrelaçada com a ocupação de espaços ociosos ou até mesmo negligenciados que, em geral, têm muita demanda e pouca gente os ocupando — explica.

Um dos sucessos da companhia,“Seu Miguel, Seu Miguel”, que teve apenas uma temporada on-line, em 2021, é baseado na linguagem do Teatro de Formas Animadas. A peça conta a história de um artesão que não consegue mais encontrar felicidade em seu trabalho. Com a visita de Nina, uma menina curiosa, a sua loja, Seu Miguel percebe que basta um único fio de esperança para continuar acreditando no melhor das pessoas.

Outra montagem do ano passado que teve apenas sessões on-line é “Itaí, a travessia do valente”, inspirada no conto “A saga do viajante e seu cantil”, do griot Toumani Kouyaté. O termo griot se refere aos contadores de histórias na África Ocidental.

Os bonecos e as máscaras desses trabalhos ganharam vida somente para as telas. Será a primeira vez que esses personagens vão respirar em frente a um público ao vivo. Sinto como se cada uma dessas histórias, desses personagens estivessem aguardando esse momento, assim como nós — comemora Sauvo, ansioso.

O ingresso para as peças custa R$ 30, e a oficina sai a R$ 150. Já a Mostra Lambe-Lambe é gratuita. Informações: 98222-0790.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos