Sérgio Sá Leitão é aprovado em sabatina e será novo diretor da Ancine

ISABELLA MENON

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Indicado pelo ministro da Cultura Roberto Freire, Sérgio Sá Leitão foi aprovado em sabatina da Comissão de Educação, Cultura e Esporte, nesta terça-feira (11), para ser 1 dos 4 diretores da Ancine (Agência Nacional do Cinema).

Leitão declarou à reportagem que pretende atuar em três grandes pontos que são "fundamentais" da agência, como a desburocratização, a transparência e a mediação. Sá Leitão ficará no lugar de Rosana dos Santos Alcântara e ainda não tem data oficial para entrar no cargo.

"O excesso de burocracia presente na Ancine atrapalha o pleno desenvolvimento do setor. No segundo ponto, precisamos dar mais transparência à atuação da agência." Com transparência, Sá Leitão crê que as reuniões da diretoria devem ser transmitidas via internet e permitir a entrada de cidadãos.

Além das reuniões, o futuro diretor acredita que todos os dados e informações relacionadas às ações da Ancine devem ser "disponibilizadas online de forma clara e objetiva para que qualquer cidadão possa consultar e para que a própria agência possa avaliar o seu trabalho e procedimento".

O último ponto se refere à atuação da Ancine como mediadora dos aspectos regulatórios e não como parte. "Não cabe à Ancine ter uma visão sobre como o mercado deve se organizar", diz Sá Leitão.

A nomeação marca a segunda passagem dele na Ancine, que em 2007 foi nomeado assessor da diretoria da agência.

Além da Ancine, durante a prefeitura de Eduardo Paes, o jornalista foi diretor da RioFilme e chefe de gabinete do então ministro da Cultura Gilberto Gil entre 2003 e 2006.

OUTRAS NOMEAÇÕES

Cineasta mineiro e atual secretário-executivo do Ministério da Cultura, João Batista de Andrade foi convidado a substituir Manoel Rangel na presidência da Ancine (Agência Nacional do Cinema), a partir de maio.

O cineasta ainda precisa ser nomeado à diretoria e sabatinado pelo Senado antes de assumir o cargo.