Série on-line, brindes, descontos: as estratégias dos restaurantes para o delivery em tempos de coronavírus

RIO — Após a determinação do governador do Rio, Wilson Witzel, de que os restaurantes deveriam operar com no máximo 30% de sua capacidade e restringir o horário de funcionamento, vieram os decretos do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e de Niterói, Rodrigo Neves, ordenando o fechamento dos estabelecimentos deste tipo nas duas cidades. Com isso, casas diferentes tendências passaram a investir mais em delivery — ou lançaram seus sistemas de entrega. Conheça as ações de alguns deles para atrair clientes.a.

Além de incrementar o delivery, a Artesanos Bakery aproveitou para lançar a série on-line gratuita “Descomplicando”, que ensina a fazer desde fermento artesanal até pão natural em casa. O projeto é o primeiro da Academia Artesanos, que visa a difundir conhecimento sobre a arte da panificação.

Alguns restaurantes do Mercado de Produtores, no shopping Uptown Barra, estão atendendo ao seu público por delivery: Armazém Nordestino, La Parrilha, Tio Ruy e Lá Fruta Açaí.

Na Barra,Tokkuri, Hummburg e Porto Frescatto também investem em delivery, e o Skunna aposta ainda na venda de congelados.Ráscal, Adegão Português e a confeitaria vegana Conflor também atendem por delivery, assim como o Gioia, que passou a fazer entregas.

Na Academia da Cachaça, os pedidos para o delivery saem acompanhados de uma garrafinha de cachaça, mel e limão de brinde. Orgânicos da Fátima, Carolina Sales Pâtisserie de Brigadeiros, Marmita Carioca e Sítio do Moinho também aumentaram sua capacidade de delivery. E a MP Tortas Boutique lançou o serviço.

Na Zona Sul, a chef Malu Mello tem um serviço de catering, que modificou para atender à demanda do momento. Com isso, ela passa a vender seus pratos na versão congelada, a exemplo do nhoque de batata-baroa ao molho bolonhesa.

Já a empresária Rosângela Neves Ferreira, da Delícias da Zãn, aumentou sua produção de congelados.

— Eu fazia mais refeições para entregas diárias em escritórios e poucos congelados, que eram mais pedidos nos fins de semana. Mas isso se inverteu. Com menos pessoas nas ruas, a minha produção é a mesma, porém agora focada nos congelados — diz ela, que vende porções em dois tamanhos, com valores a partir de R$ 12 a unidade.

Em Niterói, o Paludo Gourmet faz delivery das 11h à meia-noite. A pizzaria Vezpa aumentou o raio de entrega para até nove quilômetros em Niterói enquanto perdurar o risco de contaminação da Covid-19. A Noi faz delivery com frete grátis de chope e kits de cervejas. Os kits custam a partir de R$ 36, e o chope, a partir de R$ 15,80, o litro (pedido mínimo de cinco litros). O Deck Jardim ampliou seu horário de entrega, que agora começa às 11h, cinco horas antes do habitual. O Malbek retirou as taxas de entrega, tanto pelo iFood quanto para pedidos por telefone.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)