Sócios aprovam venda da SAF do Botafogo para Textor

·1 min de leitura

O Botafogo oficializou a venda de 90% da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) ao empresário norte-americano John Textor. Nesta sexta-feira, 14, a maioria de sócios do clube, 97,5%, aprovou que o negócio seja fechado com a empresa Eagle Holdings, de Textor.

— Mais um dia histórico para o nosso Botafogo. Encerramos a Assembleia Geral, e isso dá toda a legitimidade para continuarmos o processo. Foi um dia maravilhoso, para marcar a história do Botafogo. O presidente Durcesio está levando o Botafogo para essa virada de rumo — celebrou Mauro Sodré, presidente do Conselho Deliberativo.

Em uma votação feita em modelo híbrido na sede em General Severiano, 722 votantes decidiram a favor, 11 foram contrários e ainda foram registradas sete abstenções. A decisão deu continuidade à escolha do Conselho Deliberativo, que, no dia anterior, também conquistou a maioria.

No total, a operação custou a Textor R$ 400 milhões e, a partir de agora, não há mais impedimentos para a assinatura do contrato definitivo. Semana que vem, o empresário irá realizar um aporte inicial de R$ 50 milhões ao clube.

O acordo tem até 60 dias para ser firmado; neste momento, mais R$ 100 milhões serão pagos ao Botafogo e, ao longo dos próximos três anos, R$ 250 milhões.

Agora, com a aprovação da transferência dos negócios do futebol do clube, a nova diretoria da SAF já anunciada passará a gerir a sociedade. Com o negócio finalizado, o Botafogo poderá efetivar a transferência dos direitos esportivos na CBF e Ferj para a SAF e competir como clube empresa já a partir do Campeonato Carioca, que começa dia 25.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos