Saúde emocional da Geração Z, entre 18 e 24 anos, piorou durante a pandemia

Pesquisa encomendada pela SulAmérica revela que a saúde emocional piorou para 48% dos brasileiros durante a pandemia. A Geração Z (entre 18 e 24 anos) é a que mais sente os efeitos. Quando questionados sobre sintomas e sentimentos que mais apareceram no último ano, os jovens da Geração Z se mostram mais vulneráveis em relação a questões emocionais.

Durante o levantamento atual, 62% dos jovens dizem sentir ansiedade, frente à 56% em 2021. Insônia, dor de cabeça, alteração de humor e frustração também são sintomas que se destacam entre os brasileiros dessa faixa etária.

A pesquisa aponta que questões emocionais preocupam mais do que os cuidados com a saúde. Cerca de 54% dos entrevistados se diz muito preocupado com a sua saúde emocional, diante de 51% daqueles que se sentem da mesma forma em relação à saúde física.

A segunda edição da pesquisa, realizada pelo Instituto FSB Pesquisa, abordou questões para avaliar a preocupação e cuidados do brasileiro em relação às saúdes física, emocional e financeira durante a pandemia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos