Sabine Boghici entrou na Justiça contra a mãe para ter direito a ficar com cães e gatos

Sempre cercada de animais, Sabine Coll Boghici entrou com um pedido de mandado de busca e apreensão contra a mãe em função do litígio do processo no inventário em trâmite perante a 7a Vara de Órfãos e Sucessões da Comarca da Capital/RJ, em dezembro de 2021, relativo ao espólio de Eugene Boghici, morto em 2015. Filha do colecionador de arte Jean Bochici, ela está presa por aplicar um golpe de mais de R$ 724 milhões com a ajuda de uma quadrilha de videntes.

Segundo ela, inicialmente, os animais de estimação que viviam com ela no imóvel em Copacabana foram levados para uma casa da família em Itaipava, em 2019, e que, desde então, Sabine não pode mais vê-los ou retirá-los de lá, já que não tinha mais qualquer contato com a mãe.

No meio da disputa, oito cachorros, sendo cinco sem raça definida, com os nomes Bob, Flucky, Sofia, Mel e Luiz, um chow-chow, de nome Pixainho, um shitzu, chamado Lipe, um basset, chamada Joana, e um Lulu da Pomerânia, Patrick, e dois gatos machos sem raça definida, o Amarelinho e o Chaninho.

Como fez questão de ressaltar na sentença, Sabine tem como hábito resgatar animais de rua e faz questão de exaltar seu amor pelos animais, ainda que a conta dos gastos com eles fosse paga pela mãe diretamente ou por meio de sua mesada, estimada em R$ 10 mil mensais. Em sua biografia no perfil do Instagram, ela se define como: "Atriz-Dubladora, modelo, cantora, protetora de coração e vegetariana pelos Animais".

Embora esteja morando na casa de amigos, Sabine reforçou que tem um lugar adequado para abrigar os animais em "uma ampla casa" e pede a retomada de seus laços e de sua vida em comum, alegando que que não sabia em que estado os animais se encontravam estando aos cuidados de uma senhora de 82 anos e que eles provavelmente estariam sob a tutela do caseiro do imóvel, uma vez que a mãe não mora no imóvel na Serra.

Junto ao processo, Sabine anexou imagens dela com os animais, inclusive no apartamento da Avenida Atlântica. E pediu tutela de urgência dos bichos, na forma imediata de busca e apreensão dos animais relacionados no sítio em Itaipava.

Sabine foi presa na última quarta-feira, na Operação Sol Poente, que recuperou 11 obras de arte avaliadas em milhões de reais. O material estava na casa da cartomante Rosa Stanesco Nicolau, a “mãe Valéria de Oxóssi”, que tem uma união estável com a filha de Boghici. Ela também foi presa.

Também passarão por audiência de custódia: Rosa, seu filho Gabriel Nicolau Traslavina Hafliger e a também mãe de santo Jacqueline Stanescos, prima de Rosa. Todos os quatro estão presos na Cadeia Pública José Frederico Marques em Benfica.O advogado Sérgio Guimarães Riera, que defende a atriz, afirmou nesta quinta (11) que “não houve golpe”. O que existe, segundo ele, é uma disputa judicial envolvendo os bens do pai da sua cliente. Para o advogado é preciso “deixar os preconceitos de lado e analisar os fatos”. Ele defende também Rosa Stanesco Nicolau e Gabriel.