Saiba como economizar nas despesas com animais de estimação

Camilla Muniz
Cães devem fazer consultas de rotina com o veterinário: prevenção custa menos que tratamento de doenças

Ter um animal de estimação é saber que nunca se está só — e que também é preciso se organizar financeiramente para custear as despesas com o bichinho. Embora o amor não tenha preço e os tutores não economizem esforços para garantir o bem-estar de seus companheiros, algumas medidas ajudam a reduzir os gastos com o pet e a evitar o aperto nas contas.

Por ser diária, a alimentação dos animais de estimação é o que mais pesa no orçamento. De acordo com a médica veterinária Luane Mello, para baratear a compra da ração, o ideal é optar por pacotes grandes, que apresentam melhor custo benefício. É preciso atentar apenas para o armazenamento do produto, que deve ser mantido longe do sol e de materiais de limpeza para ter a qualidade preservada. A dieta natural — comida caseira, preparada sem tempero — pode ser uma alternativa mais econômica, mas deve ser discutida com o veterinário nutrólogo, para que o profissional possa indicar um programa alimentar balanceado.

Veja também: Plataforma ‘Qual oferta’ leva a leitores seleção das melhores promoções

— Pesar a ração também ajuda muito a economizar. Assim, o tutor não corre o risco de dar ao animal uma quantidade maior do que a necessária. Sem sobra, não há desperdício — ressalta Luane Mello, pós-graduanda em animais silvestres e exóticos.

Com as consultas médicas, também é possível fazer ajustes para diminuir as despesas. Um bicho de estimação jovem e saudável deve fazer uma visita ao veterinário por ano, para check-up, e tomar as vacinas anuais. Após os cinco anos de idade, recomenda-se uma ida ao consultório a cada seis meses. Segundo Luane Mello, os tutores podem levar em conta essa necessidade na hora de avaliar se a contratação de um plano de saúde para o animal é vantajosa ou não. Os planos apresentam preços variados, conforme o número de serviços que os pacotes englobam.

O que não pode deixar de ser feito é levar o animal ao veterinário para exames de rotina:

— A prevenção é econômica, porque tratar uma doença gera muito mais gastos — frisa a médica veterinária.

Leia ainda: Qual Oferta faz parceria com o site Pelando para compartilhamento de promoções

Como os filhotes precisam tomar um conjunto de vacinas entre 45 dias e 4 meses de vida, a especialista orienta os tutores a buscarem clínicas veterinárias que ofereçam pacotes de vacinação. Pagar por todos os imunizantes de uma vez pode ficar mais barato do que comprar um por mês. Na aquisição de remédios, a melhor forma de gastar menos é pesquisar preços em grandes redes de pet shops que fazem vendas pela internet: dessa forma, é mais fácil conseguir descontos nas medicações e até ganhar brindes quando a compra é volumosa. 

A jornalista e empreendedora Denise Wasserman, de 54 anos, acompanha de perto a criação de uma gata e um hamster pelas sobrinhas. Para economizar, as meninas usam a criatividade para entreter os animais.

— Dá para comprar brinquedos baratinhos no pet shop e improvisar. Os bichos das minhas sobrinhas adoram brincar com fitas, por exemplo — conta a integrante do time de "caçadores de ofertas" do "Qual oferta", plataforma dos jornais EXTRA, O Globo e Expresso que reúne, no impresso e no digital, as melhores promoções de supermercados, drogarias e lojas de departamento de Rio e Grande Rio.

Segundo Luane Mello, uma boa opção para estimular cães é dar garrafas pet para que eles brinquem.