Saiba como Verstappen pode conquistar primeiro título na F-1 neste domingo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* Sao Paulo, SP, BRASIL, 17-11-2019:  GP Brasil de Formula 1 no Autodromo de Interlagos. Piloto Max Verstappen chega no paddock de Interlagos  (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
*ARQUIVO* Sao Paulo, SP, BRASIL, 17-11-2019: GP Brasil de Formula 1 no Autodromo de Interlagos. Piloto Max Verstappen chega no paddock de Interlagos (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

LONDRES, REINO UNIDO (UOL-FOLHAPRESS) - Mesmo com Lewis Hamilton vindo de duas vitórias seguidas, é Max Verstappen quem tem a chance de selar a conquista do que seria seu primeiro título mundial da Fórmula 1 já neste final de semana, no GP da Arábia Saudita, a penúltima etapa do campeonato. Mas a tarefa do holandês de 24 anos não é das mais fáceis: ele precisa marcar 18 pontos a mais que o rival. É a primeira vez na carreira que o piloto chega a uma corrida com a chance de selar o título.

Isso quer dizer que, para Hamilton, um quinto lugar basta para levar a decisão para Abu Dhabi, mesmo que Verstappen ganhe e faça a volta mais rápida da corrida, conquistando o ponto extra. Se o piloto da Mercedes fizer menos de 10 pontos, o campeonato pode ser decidido já na Arábia Saudita por uma combinação de resultados.

Verstappen é campeão se:

- Vencer a corrida, fizer a volta mais rápida e Hamilton for no máximo sexto colocado.

- Vencer a corrida e Hamilton for no máximo sétimo.

- For segundo colocado, fizer a volta mais rápida e Hamilton for no máximo décimo.

- For segundo colocado e Hamilton não pontuar.

Um resultado deste tipo, com Verstappen marcando 18 pontos a mais que Hamilton, só aconteceu em uma oportunidade nesta temporada: foi no GP de Mônaco, que foi vencido pelo holandês e no qual o inglês sofreu para fazer os pneus de sua Mercedes funcionar, terminando apenas em sétimo lugar.

A pista de Mônaco, na qual se usa a configuração de alta pressão aerodinâmica, não favorece a Mercedes devido à filosofia do carro, e não poderia ser mais diferente do que os pilotos vão encontrar na estreia da Arábia Saudita: mesmo que o circuito de Jedá também seja de rua, a média de velocidade é a segunda maior da temporada, perdendo apenas para Monza.

É por isso que a Mercedes, que consegue tirar mais pressão aerodinâmica do carro do que a Red Bull, o que é necessário para este tipo de pista, chega confiante para a penúltima etapa do ano. O time tem uma chance remota de se tornar campeão de construtores em Jedá. Para isso, eles precisariam fazer 38 pontos a mais que a Red Bull, o que só aconteceu no GP da Grã-Bretanha, um fim de semana desastroso para o time de Verstappen em que sua equipe saiu zerada depois de um acidente entre ele e Hamilton e de uma corrida muito difícil para Perez depois de uma rodada na sprint, que o fez largar no fundo do pelotão.

O primeiro contato dos pilotos com a pista da Arábia Saudita será nos treinos livres desta sexta-feira, em duas sessão de uma hora cada, começando às 10h30 e às 14h, pelo horário de Brasília. O GP, que será realizado à noite em Jedá, tem largada às 14h30 do domingo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos