Saiba o que foi destaque na manhã desta sexta-feira no Rio

O Globo
·3 minuto de leitura

RIO — Um decreto da prefeitura do Rio publicado no Diário Oficial desta sexta-feira aliviou as medidas restritivas contra a pandemia de Covid-19 no município. Foram liberados refeitura do Rio libera praias, parques e cachoeiras nos dias úteis, assim como ambulantes. O escalonamento dos serviços foi extinto.

No caso Henry, um laudo do perito legista Leonardo Huber Tauil apontou que o menino Henry Borel morreu em um intervalo de quatro horas após sofrer hemorragia interna provocada por lesão hepática.

A Justiça indeferiu tentativa do sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa de restituir o pagamento integral de seus vencimentos. Ele é acusado de ser um dos executores da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Menos pacientes em emergências

O secretário municipal de Fazenda e Planejamento, Pedro Paulo Carvalho, disse, na manhã desta sexta-feira, que a prefeitura aliviou algumas medidas de restrição contra pandemia em razão de indicativos como a redução da procura nos atendimentos de emergência da cidade.

Medidas contra pandemia: Prefeitura do Rio é notificada sobre suspensão de decretos pela Justiça, mas restrições continuam até dia 27 de abril

— Os números mostram uma mudança na curva, a diminuição da procura nos atendimentos de emergência. Ainda que se mantenha a quantidade de internação em cerca de 1,4 mil, temos uma diminuição muito grande na fila de espera. No pico, tivemos cerca de 800 pessoas nessa fila. Agora, como chequei ontem, há cerca de 30. Por isso sentimos a necessidade de recalibrar as restrições — explicou Pedro Paulo, na divulgação do 16º Boletim Epidemiológico da Covid-19 no município.

O município, no entanto, continua com "risco muito alto", segundo o subsecretário de Vigilância em Saúde, Márcio Henrique Garcia.

Vacinação de rodoviários

Na segunda-feira, a vacinação vai incluir motoristas e cobradores de ônibus e transporte escolar, como antecipara ontem Paes em seu perfil no Twitter. Outra mudança na campanha é que agora todas as pessoas com mais de 60 anos podem se vacinar em qualquer dia e ponto de vacinação.

A capital ultrapassou a meta de vacinação contra a Covid-19 para pessoas com 60 anos ou mais. Segundo os indicadores da prefeitura, 91,2% dos cariocas dessa faixa etária já foram imunizados com a primeira dose da vacina — o objetivo era alcançar os 90% até o fim desta semana.

Henry teve hemorragia no fígado

O perito legista Leonardo Huber Tauil, responsável pelos dois exames de necropsia no corpo de Henry, respondeu a 16 perguntas elaboradas pelo delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), sobre as 23 lesões atestadas nos documentos. As questões fazem parte do laudo complementar do Instituto Médico-Legal (IML) e foram incluídas no relatório final do inquérito que apura a morte do menino. De acordo com o laudo, Henry morreu em um intervalo de quatro horas após sofrer hemorragia interna provocada por lesão hepática. Como peritos concluíram que ele já havia falecido ao ser socorrido por Monique e Jairinho às 4h09, o óbito deve ter acontecido entre 23h30 e 3h30.

Derrota de Ronnie Lessa

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu tentativa do sargento reformado da Polícia Militar Ronnie Lessa de restituir o pagamento integral de seus vencimentos. Acusado de ser um dos executores da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ele teve um recurso em mandado de segurança negado pelo ministro Rogerio Schietti Cruz, do STJ, que manteve a decisão tomada pela Justiça fluminense de bloquear 70% do salário do militar para eventual pagamento de indenização às famílias das vítimas.