Saiba por que Roberto Dinamite tinha esse apelido e como ele surgiu

Carlos Roberto de Oliveira, o garoto que um dia explodiu no Maracanã, faleceu às 10h50 deste domingo, aos 68 anos. Dinamite, um dos maiores goleadores do futebol brasileiro e mundial, sofria de câncer no intestino, descoberto no fim de 2021. Seus gols são inesquecíveis, mas você lembra como surgiu o apelido de Dinamite?

oBIT: Morre aos 68 anos Roberto Dinamite

Longa amizade: Roberto Dinamite fez Zico até vestir camisa do Vasco

Adeus ao ídolo: Jornais estrangeiros repercutem morte de Roberto Dinamite

Tudo começou em seu terceiro jogo como profissional, contra o Internacional, onde marcou seu primeiro gol pelo cruz-maltino e foi destacado no dia seguinte pelo Jornal dos Sports, que em manchete anunciou: “Garoto-Dinamite explodiu”.

Surgiu, assim, o apelido com o qual gravaria seu nome na história do Vasco e do futebol brasileiro.

— Eu fiz a minha estreia no Maracanã num jogo entre Vasco e Internacional, no time principal, e aí surgiu o apelido Dinamite. Na época, o técnico interino me levou para a partida no Maracanã e eu entrei no segundo tempo. Entrei no jogo, peguei uma bola na intermediária, fui levando, levando, dei um corte no zagueiro e bati, um chute forte, de fora da área— começou Roberto, ao 'Uol'.

— Naquela época, a rede tinha um ferrinho, não era esticada como é hoje. Quando a bola entrou, ela levou a rede, carregou. E um fotógrafo tirou a foto e mostrou [para o time do Vasco]. O Jornal dos Sports deu, à época, ‘o garoto dinamite explode o Maracanã’. Desse título [da matéria, no jornal já extinto], surgiu o Roberto Dinamite — acrescentou o ex-jogador.

Essa é a versão oficial e mais popular da criação do apelido. Mas de acordo com o jornalista André Garone, autor do livro '1898 em diante', sobre a história do Vasco, há uma história diferente do que é contado pelo próprio Roberto.

No próprio Jornal dos Sports que, na cobertura diária do Vasco, já havia se referido ao garoto como Dinamite nos treinamentos, antes mesmo do primeiro gol no Maracanã, contra o Internacional.

— Em matéria assinada por Eliomario Valente, estava lá: ‘Roberto, agora chamado de Garoto Dinamite, não recebeu aplausos apenas pelos gols, mas pelas ótimas jogadas que fez [no treino]’. E uma curiosidade extra: o treino foi na Gávea [Centro de Treinamento do Flamengo] — destaca o jornalista, que descobriu a ligeira diferença sobre o surgimento do apelido em pesquisa para a produção do livro '1898 em diante'.