Saiba porque o País de Gales precisou emitir comunicado aos fãs de "Harry Potter"

Cena do filme
Cena do filme "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1". (Foto: Divulgação/Warner Bros.)

Nos últimos anos, os fãs de "Harry Potter" do mundo inteiro visitaram a praia de Freshwater West, onde a cena da morte do Dobby em "Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1" foi filmada no País de Gales. No entanto, eles criaram um problema ambiental para o governo local ao homenagear o famoso personagem.

Os visitantes passaram a deixar pares de meias de presente para Dobby, como forma de libertar um elfo doméstico na série de livros de J.K. Rowling, o que começou a poluir o local. Educadamente, o National Trust Cymru, fundo nacional galês encarregado de preservar o local, pediu que os fãs parem de deixar lixo na praia.

“O Trust está pedindo aos visitantes que tirem fotos apenas ao visitar o memorial para ajudar a proteger a paisagem mais ampla”, diz o comunicado. “Itens como meias, bugigangas e lascas de tinta podem entrar no ambiente marinho e colocar a vida selvagem em risco”, completou.

Daniel Radcliffe se posiciona contra falas transfóbicas de J.K Rowling

Daniel Radcliffe, o eterno Harry Potter, explicou o motivo de ter se posicionando contra os discursos transfóbicos de J.K. Rowling, criadora do universo mágico, em 2020.

De acordo com o ator, ele sentiu a necessidade de deixar claro que não concorda com as falas da autora. "Desde que terminei [a saga] Harry Potter, eu conheci tantas crianças e jovens queer e trans que tinham uma enorme identificação com Potter nisso", explicou em entrevista ao "IndieWire".

"Então, vendo essas pessoas machucadas naquele dia, eu queria que elas soubessem que nem todos na franquia se sentiam assim. E isso foi muito importante", afirmou Radcliffe. "Acho que não conseguiria me olhar no espelho se não tivesse dito nada".