Saiba quais os produtos preferidos da Black Friday que mais pagam impostos

Os produtos mais procurados durante o período de promoções da Black Friday são eletrônicos e eletrodomésticos. Mas, se você pensava em trocar de geladeira neste ano ou comprar um novo videogame para o seu filho, fique atento: a categoria reúne os maiores percentuais de impostos segundo a tabela do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT).

‘PEC da Transição’: equipe de transição vai propor Bolsa Família fora do teto de gastos por quatro anos

Entenda: quais os próximos passos da 'PEC da Transição' no Congresso?

O aparelho de videogame é o item mais tributado, com carga de 72,18%, seguido do smartphone, que tem 68,76% de seu valor destinado à arrecadação pública. Já 46,21% do preço de uma geladeira é imposto, enquanto a carta tributária em um fogão de quatro boca é de 41,22%.

De acordo com o advogado Pedro Henrique Chrismann, sócio do Vergueiro Advogados Associados, a taxa de encargos se agrava por causa da tributação indireta, ou seja, da incidência de tributos em efeito cascata que acabam onerando a cadeia produtiva dos equipamentos.

Como a tributação repercute na cadeia de consumo de bens e serviços, o consumidor não tem muito o que fazer:

— Talvez a solução seja buscar um produto importado similar ou não comprar. Embora o governo venha reduzindo as alíquotas do imposto de importação e do imposto sobre produtos industrializados, sobre os eletrônicos incidem ainda outros tributos que não sofreram redução, como o ICMS, de competência estadual — explicou o especialista.

Confira o percentual dos tributos que incidem sobre os produtos mais buscados na Black Friday:

Computador acima de R$ 3 mil: 33,62%

Computador de até R$ 3 mil: 24,30%

Fogão 4 Bocas: 41,22%

Geladeira: 46,21%

Home theater: 44,94%

Tablet importado: 59,32%

Tablet nacional: 37,79%

Videogame: 72,18%

Máquina de lavar roupas: 42,56%

Máquina fotográfica: 48,21%

Telefone celular nacional: 39,80%

Smartphone importado: 68,76%

Televisor: 44,94%