Saiba qual o assunto do momento no grupo de Anitta, Lexa, Pocah e Rebecca no WhatsApp

Pocah, Rebecca, Lexa e Anitta (Foto: ErnnaCost e Eduardo Bravin)
Pocah, Rebecca, Lexa e Anitta (Foto: ErnnaCost e Eduardo Bravin)

Dos anônimos aos famosos, só se fala em uma coisa: queda de cabelo. Prova disso é que, em entrevista ao Yahoo, Pocah revelou que a perda excessiva de fios virou pauta importante no grupo que tem no WhatsApp com Anitta, Lexa e Rebecca.

“Todas nós estamos com esse problema, passamos por um corte químico. Aí, a Anitta, que cortou o cabelo recentemente, me incentivou a cortar também, falou para a gente formar o ‘Bonde da Dora Aventureira’”, brincou a cantora durante sua passagem na "Barraca do Beijo", festa de aniversário de Viih Tube.

“Até fui ao salão, criei coragem e fiz uma enquete nas redes sociais. Mas acabei desistindo porque meus fãs ameaçaram me cancelar caso eu cortasse mesmo. Tirei somente as pontinhas e foi o suficiente”, completou ela, aos risos.

Luísa Sonza, que de acordo com Pocah não está nesse grupo, também vê os fios caírem mais do que o normal desde a descoloração global que fez no início da divulgação do álbum “Doce 22”. Alisamentos e outros procedimentos do tipo, vale lembrar, também têm esse risco.

Estamos vivendo uma epidemia de queda de cabelo?

Além do que é feito no salão (ou, muitas vezes, em casa!), o dermatologista Rafael Soares destaca o impacto da pandemia nesse cenário. "Ao longo do período de isolamento, muita gente passou por crises de ansiedade e depressão. O consumo de álcool, cigarro e alimentos processados também disparou. Esses e outros fatores geram um tipo de estresse no organismo que encurta a fase de crescimento do folículo e, consequentemente, acelera a queda", explica.

Aliás, por ser extremamente inflamatória, a Covid-19 por si só já é um grande gatilho para essa alteração no ciclo capilar, chamada de eflúvio telógeno. "Perder mais do que 150, 200 fios por dia é um sinal de que há algo errado. E, quanto antes a causa for identificada, melhor será a resposta aos tratamentos", alerta o especialista.

Os recursos para reverter esses e outros quadros, felizmente, são diversos. Fora medicamentos orais e produtos de uso tópico, como tônicos e loções, injeções de estimulantes podem ser aplicadas diretamente no couro cabeludo para nutrir e garantir o crescimento saudável dos fios. Há ainda o laser de thulium, que com um investimento um pouco maior em comparação às agulhadas promete ótimos resultados de maneira mais ágil e indolor.