Saiba quanto cada parlamentar admitiu ter indicado do orçamento secreto

BRASÍLIA — O Congresso enviou ao Supremo Tribunal Federal na segunda-feira passada, dia 9, mais de cem ofícios de parlamentares em que cada um informa quanto indicou do orçamento secreto. A medida cumpriu uma determinação da ministra Rosa Weber, do STF, que no ano passado chegou a suspender o pagamento das chamadas emendas de relator, base do esquema.

Segundo a Casa legislativa, 342 deputados e 64 senadores repassaram informações. Alguns deles, contudo, disseram não terem sido contemplados. Segundo levantamento do GLOBO com base nos documentos, os parlamentares admitiram ter indicado R$ 11 bilhões, o que representa 30% dos R$ 36,4 bilhões que já foram liberados por meio das chamadas emendas de relator. Os 70% restante do orçamento secreto continua sem identificação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos