Saiba quanto príncipe Harry vai lucrar com autobiografia que traz bastidores da realeza

O príncipe Harry terá ganhos milionários com a venda de seu livro "O que sobra" ("Spare", no nome em inglês). A autobiografia do duque de Sussex, que traz detalhes da vida pessoal dele e bastidores da família real, já o rendeu antecipadamente ao menos £ 16 milhões. Na moeda brasileira, o valor equivale a mais de R$ 102,8 milhões, com base na atual cotação da libra esterlina no país. As informações foram reveladas pelo jornal britânico Daily Mail.

O príncipe não é pop: popularidade de Harry cai de 70% para 23% após lançamento do livro 'O que sobra'

Pênis congelado, drogas e virgindade: o que já se sabe sobre o livro do príncipe Harry

Durante a semana de estreia, Harry vendeu quase 630 mil cópias só nos Estados Unidos. O desempenho nas vendas fica atrás apenas do obtido pelo ex-presidente americano Barack Obama, com "Uma terra prometida". O livro de memórias do democrata, lançado no fim de 2020, bateu o recorde com 831 mil exemplares vendidos na primeira semana.

Na Grã-Bretanha, o número foi ainda maior. Em sete dias, a obra já havia sido comprada mais de 750 mil vezes em todos os formatos: livro físico, e-book e audiolivros. Antes mesmo do lançamento oficial, no Reino Unido, "Spare" já era o exemplar de não ficção" vendido de forma mais rápido na História. Em um único dia, foram 400 mil cópias na Amazon, o que levou a autobiografia a ocupar o topo da plataforma de e-commerce.

Colocado oficialmente à venda no 11 de janeiro em mais de 16 línguas, o livro também foi lançado no Brasil. Nas livrarias nacionais, ele é publicado pelo selo Objetiva.