Saiba quem é Litto Nobia, autor da frase racista dita por Fernández sobre o Brasil

·2 minuto de leitura

BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - A declaração racista dada pelo presidente da Argentina, Alberto Fernández, nesta quarta-feira (9), segundo a qual "os mexicanos vieram dos indígenas, os brasileiros, da selva, e nós [os argentinos], chegamos em barcos da Europa", faz parte de uma canção do cantor e compositor Litto Nebbia, 72.

A frase foi incorretamente atribuída pelo líder argentino ao escritor mexicano Octávio Paz, vencedor do prêmio Nobel de literatura em 1990. A sentença, na verdade, foi elaborada por Nebbia, músico nascido em Rosario e que se tornou uma das principais referências do rock argentino.

Apesar de conter a passagem mencionada por Fernández, a canção "Llegamos de Los Barcos" também tem um verso que prega a mestiçagem: "Queria escrever um samba/ que fale de nós [os argentinos]/ e desta terra que amamos/ e que é uma mistura de todos".

A primeira banda de Nebbia, Los Gatos, ajudou a popularizar os primeiros lugares em Buenos Aires em que se tocava rock, nos anos 1960 e 1970, como o La Cueva, o mais conhecido da capital argentina. Ele também é conhecido por trazer elementos do folclore local ao rock progressivo e ao jazz.

Militante contrário à última ditadura militar no país, entre 1976 e 1983, Nebbia foi morar no México, onde também ficou famoso, ao compor canções com temas políticos. Ao retornar à Argentina, sua carreira ficou ainda mais prolífera e variada: compôs músicas com toques de tango e fez parcerias com artistas locais.

Seus shows lotavam espaços grandes e tradicionais de Buenos Aires como o San Martín e o Rex.

A relação entre Nebbia e Fernández tem mais de 30 anos e começou, claro, pela música. "Sou fanático pela obra dele", disse o presidente argentino em uma entrevista. Os dois já tocaram guitarra juntos informalmente, e o peronista convidou o músico para se apresentar em sua cerimônia de posse.

Numa das visitas do cantor à Casa Rosada, ele chegou a se sentar na cadeira presidencial. O músico é também citado por Fernández com alguma frequência. Em 23 de abril, o mandatário afirmou, em Santa Fé: "Depois de tanta dor e tanta melancolia, só temos de tentar viver". Ali, o contexto era a pandemia de coronavírus, e Nebbia foi corretamente mencionado como autor da frase.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos